Convidado Vitalício

No dia 14 de fevereiro, estreia Convidado Vitalício, um filme original da TNT que é estrelado por Jack QuaidMaya Erskine. Essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

Começando a investir em produções originais, Convidado Vitalício é um filme com o selo original da TNT. O longa estrelado por Jack Quaid e Maya Erskine, conta a história de dois amigos que combinam de ser o acompanhante um do outro nos vários casamentos que eles têm ao longo do ano. A comédia romântica se encaixa nos padrões já conhecidos do gênero e é previsível do começo ao fim.

Se tivesse que apontar um culpado para a falta de sal de Convidado Vitalício, eu diria que o grande responsável é o roteiro. A narrativa estabelece dois personagens numa situação completamente favorável para desenrolar um romance, coloca vulnerabilidades ao longo do filme, estabelece situações favoráveis para o relacionamento desenrolar e voilà. O longa junta a fome com a vontade de comer e serve um prato sem tempero e já velho conhecido do grande público.

Ao longo da trama ainda temos algumas tentativas de viradas para causar drama ou uma certa apreensão. Os personagens passam o filme inteiro fluindo super bem, mas chegando perto do desfecho final, o roteiro arruma um pretexto para criar confusão e gerar uma falsa problemática. Como lhe disse acima, o grande “vilão” de Convidado Vitalício, é a falta de criatividade do roteiro.

Falando sobre os atores, Jack Quaid vai bem na pele do galã hipster. O ator que ganhou fama com a série The Boys, entrega um personagem com travas e conflitos internos que até são interessantes se tivessem sido bem explorados. Já Maya Erskine, consegue transitar bem entre o humor e o romantismo de sua personagem, entregando cenas engraçadas e momentos fofos e mais reflexivos.

Ignorando a previsibilidade, Convidado Vitalício até tem uma mensagem interessante e uma moral para refletir e se aplicar na vida. O filme trata sobre a constante busca pelo par perfeito, enquanto o verdadeiro amor pode estar do nosso lado. As diferenças e desafios dos relacionamentos são o que dão graça e empolgação na vida dos casais. Contudo, é preciso ter coragem para encarar a incerteza, a improbabilidade e as adversidades.