The Outsider estreia dia 12 na HBO

Neste domingo, 12 de janeiro, a partir das 23h, a HBO e a HBO GO exibem os dois primeiros episódios de The Outsider, nova série dramática original baseada no romance de Stephen King sobre a investigação do horrível assassinato de um menino e uma misteriosa força que cerca o caso.

Siga nossas redes sociais:

Sobre a série

Para quem quer mergulhar mais no assunto e ter uma experiência integral antes, durante e depois da estreia, The Outsider também contará com duas experiências exclusivas: o podcast oficial da série e conteúdo no aplicativo HBO EXTRAS. Informações exclusivas, memes e teorias relacionadas à trama estarão disponíveis no app, que pode ser baixado gratuitamente nas lojas digitais da Apple e do Google.

Ao final de cada episódio, o podcast oficial de The Outsider – comandado por Alexandre Marin e Fabio Fabu – vai analisar cada detalhe dos mistérios da série. O conteúdo estará disponível no site oficial da HBO, na HBO GO e nas principais plataformas de streaming.

A seguir, para ir entrando neste novo mundo criado pelo grande autor norte-americano, analisamos algumas curiosidades da minissérie:

– A trama se baseia no livro “Outsider”, de Stephen King. Publicado em 2018, o romance policial acompanha o detetive Ralph Anderson (interpretado por Ben Mendelsohn) enquanto ele investiga o assassinato de Frankie Peterson, de 11 anos, encontrado morto nos bosques da Georgia, EUA. As misteriosas circunstâncias que cercam este crime horroroso levam Ralph a envolver a investigadora particular Holly Gibney. O personagem de Holly já tinha aparecido em outras obras de King, mais exatamente na bem-sucedida trilogia do detetive Bill Hodges (“Mr. Mercedes”, “Achados e Perdidos” e “O Último Turno”), em que ela também aparece lutando com forças estranhas.

– O clima sobrenatural. À primeira vista, tudo indica que se trata de um caso comum: a polícia prende o treinador de beisebol Terry Maitland (interpretado por Jason Baterman) com provas contundentes sobre sua culpa. Mas aos poucos a trama dá uma guinada e chega a conclusões inexplicáveis, que sugerem que pode haver algo mais obscuro e apavorante por trás do assassinato.

– A perda como um personagem. As mortes de Frankie Peterson e do próprio filho do detetive Anderson, devido a uma doença fatal, levam todos os personagens a lidar com perdas e suas consequências. As formas diferentes de encarar o luto dão às decisões dos protagonistas um peso maior na hora de buscar soluções para os problemas enfrentados ao longo da investigação.

– Atores que dirigem. Cada vez mais atores buscam ocupar cadeiras atrás das câmeras e esta produção não é exceção. Dois protagonistas assumem um papel muito importante na criação da minissérie: Jason Bateman, já ganhador de um Emmy® de direção, dirigiu os dois primeiros episódios e também foi produtor executivo, junto com o co-protagonista Ben Mendelsohn.

Leia também:

Assista também: