Você 2ª temporada, You 2ª temporada trailer

No dia 26 de dezembro, estreou a 2ª temporada de Você (You), uma série original da Netflix, que é protagonizada pelo ator Penn Badgley. Essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, a 2ª temporada de Você foi boa?

Depois de chocar o mundo e gerar muita discussão a respeito da romantização da sociopatia e dos relacionamentos tóxicos e abusivos, Você retorna para a 2ª temporada, repetindo a mesma fórmula, mas executando de uma forma diferente. Tudo o que vimos no primeiro ano no que diz respeito ao stalker (perseguir), à manipulação e à forma distorcida que o protagonista enxerga o mundo, se repete no segundo ano. Contudo, além da mudança do alvo, os novos personagens secundários agregam muito para a trama e tornam a nova temporada superior à anterior.

É impressionante como Você é uma série intrigante e que te prende na maratona. É muito fácil sentar e assistir os episódios um atrás do outro sem ter vontade de parar. A trama vai ficando cada vez mais absurda e enrolada, que nos desperta uma sensação de imediatismo no sentido de: “eu preciso acabar de ver isso pra saber como vai terminar”. Outro ponto intrigante e que gerou muita discussão no primeiro ano, é o fato de que, mesmo sabendo que o protagonista é um assassino, manipulador e sociopata, nós torcemos por ele em alguns momentos. Mas calma lá, não são todos e vou explicar quais!

Você consegue nos vender o desejo de vermos a redenção do protagonista, não que ele mereça ser perdoado, de forma alguma, mas ao longo dos episódios, passamos (eu passei pelo menos) a torcer para que ele sossegue, pare de cometer crimes e fique de boa com a namorada da vez. É muito louca essa sensação, pois em uma cena vemos ele matar uma pessoa inocente, e na outra o vemos ser mega fofo e carinhoso com a companheira. É quase uma síndrome de Dexter (quem ai assistiu essa série?), em que vemos o protagonista cometer crimes, mas que ainda assim, torcemos por ele.

Vale registrar para os mais fervorosos e pilhados, que escrevo tudo isso falando única e exclusivamente da ficção e do personagem criado por Caroline Kepnes. De forma alguma, compactuo ou apoio sociopatas, homens manipuladores e que de alguma forma, seja psicológica ou física, façam mal às suas parceiras. Não se exaltem, ok? Estou aqui apenas falando de uma série ficcional, mesmo que infelizmente, ela se assemelhe com a realidade em alguns momentos.

Um dos grandes trunfos da 2ª temporada de Você, foi a entrada de Victoria Pedretti no elenco. Depois de conquistar e encantar o mundo com sua atuação na 1ª temporada de A Maldição da Residência Hill, a atriz volta para uma produção original da Netflix no papel da aspirante a chef de cozinha, Love Quinn. Victoria deu um show no segundo ano de Você, ao entregar uma personagem feminina independente, cheia de atitude e mais astuta que a finada Beck Guinevere, que foi vivida pela atriz Elizabeth Lail.

Love Quinn (Victoria Pedretti) nos conquista logo nos primeiros minutos que aparece em tela. Com diálogos interessantes, atitudes surpreendentes e um plot twist (reviravolta) incrível, a personagem é o grande destaque da 2ª temporada de Você. Também vale destacar a boa química entre ela e Penn Badgley.

Falando do protagonista, novamente venho enaltecer o excelente trabalho de Penn Badgley no papel do sociopata Joe Goldberg. É impressionante a entrega do ator, que abraça a loucura e visão distorcida de seu personagem e nos convence de sua insanidade. Gostei muito da atuação e da verdade que Penn passou ao longo dos episódios.

Um adendo interessante e negativo com relação à série, é o fato de tudo ser muito fácil para o protagonista. É impressionante como ele consegue atacar e vencer suas vítimas de forma fácil e sortuda em vários momentos. Outra coisa que me incomoda, é como as autoridades são facilmente enganadas e ludibriadas nessa série. O assassino consegue bolar uma desculpa/plano bobo, que é “comprado” pelos policiais, parentes e pessoas ao redor das vítimas.

Dinâmica, intrigante e novamente surpreendente, a 2ª temporada de Você explora o passado do protagonista, traz mais uma ameaça e fecha de uma forma incrível e que dá margem para todo um novo recomeço da série a partir de agora. O que parecia uma simples adaptação literária, agora tem potencial para se tornar uma franquia a lá Dexter, com a possibilidade de renovação a cada novo arco. Vamos aguardar para ver o que o futuro reserva para Joe Goldberg, confessos estar curioso e ansioso para ver onde vai parar toda essa loucura.