Can You Keep a Secret

Já estreou nos Estados Unidos a comédia romântica Can You Keep a Secret?, que adapta a obra literária de Sophie Kinsella. Essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

O filme conta a história de Emma Corrigan, uma garota que durante uma turbulência de avião acaba revelando os seus segredos a um estranho, por imaginar que fosse morrer. Até que ela descobre que o estranho é, na realidade, o mais novo CEO da empresa em que trabalha, e agora ele sabe tudo sobre os seus segredos mais íntimos.

Estrelado por Alexandra DaddarioCan You Keep a Secret? é um filme feito para os fãs da obra literária. E digo isso, não só pelo amor e carinho que os leitores tem para com o livro, mas sim, por conta da rapidez que os acontecimentos são jogados em tela. Se você não teve contato algum com a obra, sentirá que todos os plots foram rápidos, sem desenvolvimento e muitas vezes sem química nenhuma.

O grande problema de Can You Keep a Secret? está no roteiro, que não teve cuidado com os acontecimentos do filme, principalmente no que diz respeito às relações. A premissa inicial, onde vemos a protagonista se abrindo para um estranho num momento de desespero, é bem interessante. Contudo, como espectadores, não vimos os pontos marcantes da vida da personagem serem desenvolvidos em tela, o que para nós, tudo soou muito estranho e vazio. Não conseguimos criar um laço ou afeto com as partes marcantes da vida de Emma (Alexandra Daddario), coisa que no livro foi muito melhor trabalhada. Dessa forma, tudo o que ela revela fica sem peso e importância, servindo apenas como gatilho para o início da história.

Mesmo com uma direção fraca e que não soube ter cuidado com os acabamentos, Alexandra Daddario foi bem em sua entrega. Carismática, a atriz conseguiu nos cativar com seu sorriso, energia e trapalhadas. Isso sem contar nos momentos mais emocionantes do filme, onde pudemos conferir o talento de Daddario. Contudo, nem todo o carisma da atriz foi capaz de tornar Can You Keep a Secret? um bom filme. O longa está muito mais puxado para a comédia do que para o romance, portanto, se você estava na expectativa de ver uma história melosa, não é isso o que você encontrará.

Tyler Hoechlin é tão genérico quanto o seu personagem. O ator está em tela para viver o par romântico de Alexandra Daddario, mas acaba entregando uma atuação sem sal, apática e completamente genérica. A falta de química dos dois prejudica os momentos mais românticos. Porém, em defesa ao ator, o roteiro ruim e a direção fraca, não souberam conduzir Tyler ao longo da trama, que passou a maior parte do tempo como um grande espectador em tela. Isso sem contar no elenco secundário bem genérico e fraco que falha ao tentar apoiar a protagonista.

Retomando o raciocínio, se você leu “O Segredo de Emma Corrigan” não irá se frustrar tanto, pois a obra complementa os buracos do filme. Contudo, se o seu primeiro contato com a história aconteceu através do longa, você se deparará com uma história rasa, mal desenvolvida, cheia de personagens descartáveis e uma protagonista carismática que tenta salvar a produção do esquecimento.