A Vida Invisível

A Vida Invisível concorre na categoria de Melhor Longa-Metragem Estrangeiro

A Academia Brasileira de Cinema anunciou, em coletiva na Cinemateca de São Paulo, que A Vida Invisível, dirigido por Karim Aïnouz, é o filme brasileiro que irá concorrer a uma vaga entre os indicados ao Oscar de Melhor Longa-Metragem Internacional pela Academy of Motion Picture Arts and Sciences. O longa tem estreia marcada para 31 de outubro.

Siga nossas redes sociais:

Sobre o anúncio

O comunicado aconteceu após uma reunião dos especialistas responsáveis pela seleção, formada por membros indicados pela Academia Brasileira de Cinema: Anna Muylaert (presidente); Amir Labaki; Sara Silveira; David Shurmann; Ilda Santiago; Mikael de Albuquerque;  Vania Catani;  Walter Carvalho; Zelito Viana e na presença  de Jorge Peregrino, presidente da Academia.

O longa, coproduzido pelo Canal Brasil, que fala da invisibilidade dos mais variados tipos de violência sofridos por mulheres, foi selecionado entre uma lista de 12 concorrentes e, agora, aguarda o anúncio dos finalistas, que acontece no dia 13 de janeiro, em Los Angeles. A cerimônia do Oscar® está marcada para o dia 9 de fevereiro.

A última vez que o Brasil emplacou uma indicação foi em 1999, com o filme Central do Brasil, de Walter Salles.

Sinopse do filme

Década de 1940. Eurídice é uma jovem talentosa, mas bastante introvertida. Guida é sua irmã mais velha, e o oposto de seu temperamento em relação ao convívio social. Ambas vivem em um rígido regime patriarcal, o que faz com que trilhem caminhos distintos: Guida decide fugir de casa com o namorado, enquanto Eurídice se esforça para se tornar uma musicista, ao mesmo tempo em que precisa lidar com as responsabilidades da vida adulta e um casamento sem amor.

Leia também:

Assista também: