Hebe - A Estrela do Brasil

No dia 26 de setembro, chega aos cinemas Hebe – A Estrela do Brasil, o novo filme da Warner Bros. Pictures Brasil. Essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

Já partindo da fama e da carreira estabelecida, a cinebiografia traz um recorte da vida da maior apresentadora que a televisão brasileira conheceu. O foco do roteiro é levar ao público um lado da Hebe que nós não conhecemos, explorando sua vida por detrás das câmeras e nos mostrando suas dificuldades, sentimentos, lutas e aflições.

Com uma narrativa fluida, direta e sem rodeios, somos transportados para a intimidade de Hebe Camargo e conhecemos a mãe, a esposa, a amiga e um pouco da mulher que ela foi por trás das câmeras. Muitos fãs da apresentadora irão se surpreender com um pouco das histórias e situações que Hebe enfrentou durante o período explorado no longa. O roteiro é certeiro ao trazer para as telas uma trama que conversa muito com os dias e problemáticas atuais.

Ao longo do filme, sentimos saudade, nostalgia e admiração pela garra, força e coração bondoso que Hebe teve durante sua vida. A figura da apresentadora é tão icônica para a história do nosso país e da nossa televisão, que durante o longa sentimos que Hebe está viva em tela. Os fãs mais antigos e apaixonados pela apresentadora, certamente irão se emocionar.

Andrea Beltrão está espetacular em Hebe – A Estrela do Brasil. A atriz incorporou em suas veias a forma de falar, andar, se comportar e até os trejeitos da dama da televisão brasileira. A atriz entrega uma atuação impecável e digna de aplausos. Ela brilha do começo ao fim, esbanjando carisma, sensibilidade e toda a irreverência digna da Hebe. Tenho certeza de que se estivesse viva, a apresentadora se emocionaria ao ver um trecho de sua vida sendo retratado em tela com tanto cuidado, carinho e respeito.

Marco Ricca é outro nome que brilha no filme. Ele vive Lélio Ravagnani, um dos ex-maridos de Hebe. Esse personagem nos transporta para a intimidade da apresentadora, e protagoniza momentos tensos e bem conturbados da vida da protagonista. O ator tem uma excelente química com Andrea Beltrão, e entrega uma atuação segura, consistente e densa em alguns momentos. A evolução e transformação do personagem são a cereja do bolo do longa. Tenho certeza de que muitos fãs da dama da televisão sairão chocados do cinema.

Atual, necessário e importante, Hebe – A Estrela do Brasil homenageia uma das maiores comunicadoras que o nosso país já conheceu. O filme traz para as telas um recorte muito bem construído e desenvolvido da vida da apresentadora. Com um elenco de peso e uma trama cheia de altos e baixos, o filme ainda traz personagens icônicos como Silvio Santos, Derci Gonçalves, Nair Belo, Lolita Rodrigues, Roberto Carlos, e outras figuras que foram marcantes na vida de Hebe. Todos os atores e atrizes que interpretaram esses ícones da nossa história foram muito bem e merecem os nossos aplausos.

Nos deixando com saudade da apresentadora, Hebe – A Estrela do Brasil honra o legado e a história de uma mulher batalhadora, autêntica, cheia de opinião e personalidade, que fez história na televisão e teve muita importância na comunicação do nosso país. Recomendo que todos vão ao cinema conferir esse filme!