Projeta às 7, Eu Sou Brasileiro

O Projeta às 7 incentiva as produções nacionais

A Cinemark, em parceria com a Elo Company, dá continuidade ao Projeta às 7 – janela inédita da Rede que incentiva o cinema nacional. Nesse segundo semestre, serão exibidas oito produções entre filmes e documentários, sempre de segunda a sexta, às 19h, por R$ 12.

Siga nossas redes sociais:

Sobre o Projeta às 7

Para começar a seleção de conteúdos especiais, que ficarão em cartaz sempre durante duas semanas, “Eu Sou Brasileiro” estreia nas telas da Cinemark nesta quinta-feira, 15 de agosto. Dirigido por Alessandro Barros, o filme acompanha a vida de Léo (Daniel Rocha) e seu sonho – interrompido – de ser jogador profissional de futebol. “Eu Sou Brasileiro” tem no elenco Fernanda Vasconcellos, Letícia Spiller e o ex-jogador Cafú. 

O Filho do Homem” entra na programação no dia 29 de agosto. O longa de Alexandre Machafer conta a história de Jesus, desde a visita do Anjo Gabriel à Maria, passando pelos milagres e mensagens do filho de Deus até sua crucificação e ressurreição. 

Em setembro, a partir do dia 12, será possível assistir ao filme “Marés“. Escolhido para a 23ª Mostra Brasília de cinema e dirigido por João Paulo Procópio, a produção tem o alcoolismo como tema central ao acompanhar Valdo, que desafia seu vício para manter a guarda da filha.

No dia 26 de setembro, estreia “O Incerto Lugar do Desejo, dirigido por Paula Trabulsi. Estrelado por Maria Fernanda Cândido, o longa traz entrevistas e reflexões sobre o desejo, tudo a partir de um ensaio em Paris que apresenta Ana Thereza, personagem da atriz.

Eu Sinto Muito” e “Pantanal, a Boa Inocência de Nossas Origens” chegam à Cinemark nos dias 10 e 24 de outubro, respectivamente. O primeiro título, dirigido por Cristiano Vieira, acompanha Júlio (Rocco Pitanga), cineasta que está fazendo um documentário sobre Transtorno de Personalidade Limítrofe (Borderline), e seus cinco entrevistados, Isabelle (Juliana Schalch), Guilherme (Victor Abrão), Marta (Carol Monte Rosa), Paula (Camila Alencar) e Cláudio (Wellington Abreu). Já “Pantanal, a Boa Inocência de Nossas Origens”, de Eduardo Nunes e Izabella Faya,mostra a rica diversidade do Pantanal pelos olhos dos moradores e o amor deles pela terra, pelos rios e vida local.

 

O Outro Lado da Memória” estreia no dia 7 de novembro. A produção conta como, em 1996, o diretor André Luiz Oliveira iniciou a pré-produção de um filme baseado no livro “Viva o Povo Brasileiro”, de João Ubaldo Ribeiro. No entanto, mesmo com atores treinados e preparação concluída, o longa nunca foi filmado de fato. E é isso que “O Outro Lado da Memória” mostra: com entrevistas de pessoas envolvidas no projeto e do governo da época, o próprio diretor, André Luiz, tenta decifrar o motivo de o filme não ter saído do papel.

 

O longa que fecha a programação é “Ambiente Familiar“, do diretor Torquato Joel, a partir de 21 de novembro. O filme retrata a relação de três amigos morando juntos e superando, juntos, traumas vividos nas infâncias.

Veja a programação completa em www.cinemark.com.br.

Leia também:

Assista também: