Noite em Caracas

Noite em Caracas é o primeiro romance da autora

A editora Intrínseca lança Noite em Caracas, da autora Karina Sainz Borgo. O romance retrata a saga de uma mulher devastada pela morte da mãe numa Venezuela arrasada pela violência.

Noite em Caracas
240 páginas – Impresso: R$ 39,90 – E-book: R$ 24,90

Siga nossas redes sociais:

Sobre o livro

Adelaida Falcón vive numa Caracas assombrada por milícias e destruída pela escassez de comida, dinheiro e combustível. Não bastasse esse cenário devastador, ela ainda precisa enfrentar a morte da mãe, depois de uma longa batalha contra uma doença que lhe arrancou suas parcas economias. Quando volta do enterro, Adelaida é impedida de entrar em casa, invadida por um grupo de mulheres ligadas ao movimento revolucionário. Ao procurar ajuda, tenta falar com a vizinha, conhecida como ”a filha da espanhola”, mas a encontra morta. Sobre a mesa da sala, Adelaida encontra documentos que podem dar um novo rumo à sua vida, e começa uma jornada de busca pela própria sobrevivência.

Assim como a protagonista de seu elogiado primeiro romance, Karina Sainz Borgo, que nasceu em Caracas mas mora em Madri desde 2006, não reconhece mais a sua cidade natal. Em Noite em Caracas, a autora — uma das atrações mais aguardadas da próxima Festa Literária Internacional de Paraty — retrata a saga de uma mulher que enfrenta situações extremas, enquanto se vê obrigada a aceitar a ausência definitiva da mãe homônima, em um país que também se desintegra aos poucos. Ela narra sua história entremeando lembranças de um passado não muito distante, de uma vida simples como filha de professora que a criou sozinha, com um presente no qual resistir se torna um ato de amor e coragem.

Publicado em março na Espanha, o livro já é um best-seller com cinco reimpressões em menos de um mês. Em 2018, foi um dos títulos mais disputados na Feira de Frankfurt, onde editores de todo mundo garimpam as próximas sensações literárias. Os direitos de publicação de Noite em Caracas (La hija de la española no original) foram vendidos, por enquanto, para 24 países.

Leia também:

Assista também: