No dia 6 de junho chega aos cinemas brasileiros Juntos Para Sempre, continuação do filme Quatro Vidas de Um Cachorro. Fique tranquilo, essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

trailer Juntos Para Sempre

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

Em Juntos Para Sempre temos o retorno do cachorrinho Bailey (voz de Josh Gad) e seus donos Ethan (Dennis Quaid) e Hannah (Marg Helgenberger), vivendo uma tranquila vida no campo. Após a morte do filho de Hannah, duas adições mudaram a rotina dos três: a bebê Clarity e sua despreparada mãe, Gloria (Betty Gilpin). Aos poucos, até mesmo para Bailey, fica evidente que a aspirante à cantora vem negligenciando sua filha. Ao invés de aceitar a ajuda de Ethan e Hanna para criar CJ, Gloria os acusa de quererem tomar seu papel de mãe e vai embora com a menina. Pouco tempo depois, essa vida de Bailey chega ao fim, mas recebe como missão de Ethan procurar e cuidar de CJ.

Assim como seu antecessor, Juntos Para Sempre encaixa quatro reencarnações de Bailey na sua trama. Com a narrativa do seu ponto de vista, seguimos por situações clichês que o levam até seu novo propósito e o fazem parte importante do crescimento de CJ (Kathryn Prescott). Acreditando que os avós queriam o dinheiro deixado por seu pai e tendo que conviver com uma mãe mais preocupada com namorados do que seu bem-estar, CJ tem no cachorro sua única dose de amor verdadeiro.

Infelizmente é tudo muito raso. O drama com a mãe e suas dúvidas quanto ao futuro são constantemente mostradas, mas nunca exploradas a fundo. O tom do filme é tão ingênuo quanto os sentimentos de Bailey. Em sua vontade de permanecer leve, Juntos Para Sempre quase tira a força das cenas comoventes. Mas, eu disse “quase”. Graças a toda essa demonstração de amor inocente dos animais, cada reencontro ou morte traz lágrimas aos olhos. E se você já sofreu a dor de perder um cãozinho, já tenha uma caixa de lencinhos à mão.

Com erros e acertos, temos aqui o velho lema de Hollywood: repetir o que fez sucesso. Mas, dessa vez, não temos o carismático casal Ethan e Hannah para ao menos tentar competir com Bailey. Por mais que Kathryn Prescott seja uma ótima atriz e tenha conquistado os fãs de Skins, sua CJ não consegue nos envolver o bastante. A verdade é que Juntos Para Sempre se compromete a ser leve e lúdico, e consegue. Assista sem esperar grandes reviravoltas e garanto que sairá com um sentimento agradável que só os filmes despretensiosos nos proporcionam.