Tempo de Luz marca a estreia literária de Whitney Scharer

A editora Intrínseca lança a elogiada biografia ficcional ambientada na Paris dos anos 1930, Tempo de Luz. A obra marca a estreia literária da autora americana Whitney Scharer.

384 páginas – R$ 49,90 – E-book: R$ 34,90

Siga nossas redes sociais:

Sobre o livro

Lee Miller nasceu linda e fez considerável sucesso como modelo em Nova York. Quando decidiu mudar-se para a efervescente Paris, em 1929, ela se sentia fora de foco: queria sair do papel de musa — deixar de ser um mero objeto dos olhares masculinos — para forjar a sua nova identidade como fotógrafa e criadora. Então deixou de posar para as páginas da Vogue, passou a conviver com os surrealistas e a frequentar os famosos cabarés que foram os templos da boemia parisiense. Esse ambiente descontraído da cidade propiciou um inusitado encontro com o veterano Man Ray, que detona o início de uma explosiva história de amor, amadurecimento e descobertas que transformaria a vida dos dois artistas.

Livro de estreia de Whitney Scharer, Tempo de luz narra as relações conturbadas do casal e os dilemas enfrentados pela protagonista, apontada como a responsável pela descoberta da técnica fotográfica que ficou conhecida como solarização. Mais velha, morando numa fazenda em Sussex, Lee entremeia suas memórias do tempo que conheceu Man — o despertar da vida de artista, a amizade com Jean Cocteau e a construção de sua identidade criativa — com as reminiscências dos anos sombrios, porém produtivos em que atuou como correspondente fotográfica durante a Segunda Guerra Mundial.

Em uma deliciosa reconstituição da Paris dos anos 1930, Scharer mostra também um lado desonhecido de Man Ray, como amante e mentor. Em um ambiente livre e artístico, porém sexista, ele e seu círculo de amigos famosos não levam o trabalho das mulheres a sério, o que faz Lee refletir sobre as suas próprias questões e talentos.

Leia também:

Assista também: