Sai de Baixo O Filme

No dia 21 de fevereiro, chega aos cinemas Sai de Baixo – O Filme, um longa que traz de volta a família do Arouche para às telas. Essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS.

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

Na era do politicamente correto, Sai de Baixo – O Filme chega aos cinemas trazendo consigo o saudosismo e a nostalgia dos anos 90. O tempo passou, mas nada mudou para Caco, Magda, Ribamar e companhia. Se assim como eu, você cresceu rindo e se divertindo com a família do Arouche, esse filme te despertará várias memórias da infância e te fará matar a saudade desses personagens hilários.

Miguel Falabella é um gigante do humor brasileiro e mesmo depois de tantos anos e sem mudanças nos trejeitos de seu personagem, continua sendo incrível ver Caco Antibes em tela. O personagem continua hilário, carismático e roubando para si os holofotes de todas as cenas em que aparece. Caco sempre foi a alma do Sai de Baixo e reencontrá-lo depois de tantos anos, é no mínimo emocionante.

Marisa Orth é outra figura marcante na história do humor nacional. A atriz retorna numa versão “empoleirada” e continua nos divertindo com as burrices e trapalhadas de Magda. Contudo, em meio a tantas confusões, a personagem mostra que evoluiu ao longo dos anos e se tornou uma mulher astuta mesmo que à sua moda. Marisa continua brilhando em tela e tem uma química incrível com o Miguel Falabella.

Ribamar é um personagem que deixou muita saudade para os fãs de Sai de Baixo. Quando Tom Cavalcante saiu do programa, o elenco ficou com uma lacuna que nunca conseguiu ser preenchida à altura e com o mesmo carisma do comediante. Depois de tantos anos, ver o porteiro reencontrando com os demais personagens é incrível. Você se emociona, se diverte e morre com as palhaçadas que ele faz. Quero destacar o trabalho de Tom nesse filme que viveu dois personagens e conseguiu ter uma entrega sensacional. Todas as cenas em que ele está em tela, a risada é garantida.

Ver em tela os gigantes da televisão brasileira como Luis Gustado Aracy Balabanian é algo simplesmente maravilhoso. Depois de tantos anos, reencontrar os veteranos e vê-los marcando presença numa franquia que os consagrou, é algo realmente sensacional. Por mais que a dupla faça pequenas participações em Sai de Baixo – O Filme, é extremamente marcante e gratificante para nós fãs, reencontrar com o eterno Vavá e a Cassandra.

Os novos rostos no elenco como Lúcio Mauro FilhoCacau ProtásioKatiuscia Canoro chegam para somar e abrilhantar ainda mais a produção recheada de grandes nomes do humor. É gostoso ver como os anos passam e Sai de Baixo agrega ainda mais valor em sua produção com os novos talentos da atualidade.

Regado de improviso, um humor bem escrachado e um tom super saudosista, Sai de Baixo – O Filme é uma grande homenagem à franquia e um acalento aos corações dos fãs que sentem muita saudade da família do Arouche. Vá ao cinema esperando reencontrar os personagens dos anos 90 e deixe a mentalidade politicamente correta de lado durante a sessão, ok? O longa é uma comédia leve, com o objetivo de entreter e divertir e é muito eficiente dentro do que se propõe.