1ª temporada de You

Hoje (26) estreou na Netflix, a 1ª temporada de You, uma série baseada na obra literária de Caroline Kepnes. Essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Penn Badgley

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, a 1ª temporada de You foi boa?

Produzida por Greg Berlanti, que é um dos produtores mais bem sucedidos da TV americana, tendo séries como Riverdale, Blindspot, God Friended Me e todo o Arrowverse em seu currículo, You é uma série necessária e importante para os dias atuais.

A trama trata assuntos como relacionamento abusivo, stalkers, sociopatia e aborda, ao longo de seus dez episódios, o quão destrutiva e tóxica pode ser uma pessoa em nossas vidas. O problema apresentado é sério, atual e infelizmente temos muitos Joes e Becks por ai. A 1ª temporada de You chega como uma crítica e um alerta para todos que vivem ou presenciam situações como as abordadas na série.

É notável a evolução de Penn Badgley desde Gossip Girl. O ator consegue brilhar como protagonista e nos convencer da sua paranoia, obsessão e jeito doentio de enxergar o mundo. A sociopatia do protagonista é genuína e impressionante. Penn se destaca do começo ao fim da temporada e entrega a melhor atuação de sua carreira até hoje. O ator consegue carregar o protagonismo de uma maneira tão envolvente, que passamos a temporada toda torcendo pela sua redenção e para que as loucuras terminem e ele encontre a paz e endireite o seu caminho.

Elizabeth Lail tem uma boa entrega e consegue alternar entre a doçura, inocência e ingenuidade de Beck, com uma postura sexy, provocativa e tão doente quanto a de Joe. A atriz cresce nos momentos dramáticos e consegue entrar na psicopatia e mente sombria e doentia de Joe. Quanto mais você a conhece, mais você entende que os dois têm graus de loucura e que as posturas e decisões erradas os conduziram até o ápice da série. Adorei a química entre eles e as cenas em que vemos os dois em tela são os destaques do primeiro ano de You.

Shay Mitchell é outra atriz que marca presença na 1ª temporada de You e entrega uma personagem extremamente sexy e manipuladora. Sua personagem protagoniza um dos momentos mais tensos da série e se destaca como outra figura doente e controladora.

Achei muito interessante a subtrama do menino Paco, que explora os ciclos viciosos e doentios das pessoas presas a relacionamentos tóxicos e abusivos. A narrativa faz um paralelo com a trama principal e serve como alívio à loucura do casal protagonista. É chocante ver como a história do menino se conecta com o passado de Joe.

É impressionante ver como Joe trata os problemas/empecilhos como casualidades da vida e justifica suas atitudes em prol da pessoa que ele ama. O mais chocante é como o roteiro trouxe naturalidade para as situações mais bizarras da série. A trama abraça tanto o lado psicótico e distorcido do protagonista, que você passa a simplesmente ignorar suas atitudes esdrúxulas, torcendo para que ele encontre uma luz que o redima de seus crimes.

Bem dirigida e envolvente, You é uma série que é narrada pelo protagonista e te leva para dentro da mente psicótica de uma pessoa que tem uma visão completamente deturpada do mundo. Vale a pena maratonar, e é importante citar também que a série já está renovada para a segunda temporada.