filme do Aquaman

No dia 13 de dezembro, chega aos cinemas Aquaman, o último filme de super-heróis de 2018. Fiquei tranquilo, essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

Depois do sucesso de Mulher-Maravilha, a Warner BrosPictures procura colocar seus filmes solo nos trilhos para seguir construindo seu universo compartilhado e entregando aventuras tanto individuais, quanto da Liga da Justiça. Repaginado pelo visual de Jason MomoaAquaman é um longa que chega aos cinemas através do olhar de James Wan, um diretor expert no universo do terror.

Os anos 80 denegriram muito a imagem do Rei dos Mares, enfraquecendo o personagem e o tornando o amigão dos peixes que montava um cavalo marinho. Contudo, Arthur Curry é muito mais do que essa versão infantilizada. Imponente, poderoso e corajoso, o filme solo do Aquaman chega aos cinemas para refazer de vez a imagem do herói e colocá-lo no mesmo patamar do Batman, Superman e Mulher-Maravilha.

Cheio de histórias e elementos para serem desenvolvidos, o filme solo do Aquaman chega aos cinemas apresentando as várias figuras presentes no universo de Atlantis. Nas pouco mais de duas horas, somos introduzidos a vários nomes e rostos que são importantes para o universo marinho e fundamentais para contar as aventuras do herói. Entendo a pressa ao querer estabelecer logo a maioria dos personagens e relevo o fato de alguns deles não terem sido melhor desenvolvidos. Dentro da proposta de entregar um filme divertido, cheio de ação e que contasse a jornada do herói, o roteiro foi eficiente e preciso.

Jason Momoa não é nenhuma sumidade em termos de atuação, mas seu carisma e energia transbordam de tal maneira, que relevamos seus momentos mais fracos e canastrões. O ator vai muito bem no papel e novamente entrega um herói super bem humorado, piadista e que não economiza nas cenas de ação e momentos badass. Nesse filme, nos deparamos com uma versão em construção de Arthur Curry, então é legal acompanhar toda a sua jornada de crescimento e evolução até ele se tornar um herói poderoso e magnífico.

Amber Heard funciona bem em tela. A bela atriz serve como guia para a jornada do herói e os dois têm um dinâmica interessante, sendo que ela é o ponto lógico e centrado, enquanto ele é o impulsivo e explosivo. No todo, eles se completam e têm uma fluidez interessante. A parte do romance poderia ter sido melhor aproveitada, mas de modo geral o casal vai bem e protagoniza uma linda cena de primeiro beijo.

Um dos, se não o maior destaque do filme, é Nicole Kidman. A vencedora do Oscar eleva o nível da atuação em Aquaman e rouba a cena em vários momentos. Poderosa, destemida e extremamente importante para a história, Nicole brilha e nos emociona no papel da rainha Atlanta. A atriz nos emociona em todas as cenas que aparece e agrega ao filme com uma carga dramática impressionante. Gostei muito de sua entrega e atuação.

Outro nome de peso que brilha em Aquaman, é Patrick Wilson. Dando vida ao antagonista Mestre do Oceano, o ator abraça o papel e encarna o propósito e objetivos de seu personagem. Patrick nos entrega uma atuação firme, consistente e cheia de bons momentos. O ator vai bem tanto na emoção quanto nas cenas de ação. Com uma atuação completa, ele é um dos destaques do filme e ainda deixa as portas abertas para o futuro do personagem nos cinemas.

Com um visual impecável e um elenco cheio de talentos que se completam, Aquaman é o filme mais grandioso e ousado da Warner BrosPictures. Fugindo apenas do esteriótipo “filme de super-herói”, o longa entrega comédia, romance, aventura, ação e traz uma excelente história de origem que consolida o herói nos cinemas. Ao lado da Mulher-Maravilha, a produção serve como base para o universo compartilhado que o estúdio está construindo nos cinemas e é mais um passo acertado que o estúdio dá em direção a um projeto de sucesso.

Recomendo muito que você assista esse filme em IMAX e/ou 3D, e desfrute ao máximo da experiência proporcionada em Aquaman. Você vai se divertir, emocionar e vibrar com um dos melhores filmes do ano. Importante! O longa tem uma cena pós-créditos, portanto, fique até o final.