Nasce Uma Estrela Lady Gaga

No dia 11 de outubro chega aos cinemas o remake de “Nasce Uma Estrela”. Fique tranquilo essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

clipe de Shallow

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

Nesta releitura da trágica história de amor, Bradley Cooper interpreta o experiente músico Jackson Maine, que descobre a artista desconhecida Ally (Lady Gaga), por quem se apaixona. Ela está prestes a desistir de seu sonho de se tornar uma cantora de sucesso… até que Jack a convence a mudar de ideia. Porém, apesar de a carreira de Ally decolar, o relacionamento pessoal entre os dois começa a desandar, à medida que Jack luta contra seus próprios demônios.

Nasce Uma Estrela marca a estreia de Bradley Cooper como diretor e roteirista. O ator que já tem grandes trabalhos em sua carreira, nos entrega um filme sensível, com uma visão única e imersiva de como é a estrada e a vida musical. Passamos mais de duas horas enxergando a carreira do ponto de vista das estrelas. Somos levados ao palco e sentimos a energia e emoção de quem está diante de milhares de fãs. O longa proporciona uma experiência intimista e muito pessoal de como é ser uma estrela da música.

Fiquei impressionado com a qualidade da direção. Bradley Cooper fez sua estreia com um longa digno de uma indicação ao Oscar 2019. Nasce Uma Estrela se encaixa perfeitamente nas categorias de Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Trilha Sonora e Melhor Canção Original. O trabalho de Bradley como diretor, roteirista e ator é irretocável, certamente esse é um dos melhores filmes de sua carreira. O ator abraçou a melancolia e depressão de seu personagem e nos envolveu de tal maneira que conseguimos sentir a sua dor, o seu desespero e o seu sofrimento. Não foram necessários gritos ou surtos, somente o olhar perdido, a voz embargada e uma postura sensível e frágil de quem não enxerga outra saída em meio a decadência e a dependência química.

Nasce Uma Estrela é muito forte ao nos mostrar essa dor. Quando a sessão termina você sai emocionado, impactado e até deprimido. Esse mix de sentimentos só reforça a qualidade do filme, desde sua concepção até a conclusão de uma forma única e marcante. O roteiro conseguiu construir e desenvolver muito bem o casal protagonista. Entendemos suas expectativas, motivações, aflições e principalmente, sentimos o seu amor em nossos corações. A química de Bradley Cooper e Lady Gaga é perfeita. A dupla funciona muito bem nos palcos e nos convence que são um casal apaixonado e que tem um amor incondicional um pelo outro. É realmente lindo de se ver.

Lady Gaga tem uma voz poderosa e incontestável. A cantora é certamente uma das melhores artistas de sua geração. A versatilidade com que ela transita entre o pop e os estilos mais clássicos a credenciam como uma verdadeira estrela. Como atriz, Gaga está apenas iniciando uma jornada de muito sucesso. Em Nasce Uma Estrela, ela consegue mostrar toda a sua grandeza e talento quando está nos palcos e ainda nos surpreende com uma atuação verdadeira, sensível e convincente. Gostei muito de sua entrega e acredito que além de seu talento, a direção e olhar de Bradley Cooper conseguiram extrair o melhor da atriz. A dupla realmente funcionou muito bem.

Nasce Uma Estrela é tranquilamente o melhor longa-metragem musical que você vai ver esse ano. O filme tem uma trilha sonora impecável e que te fará ouvir várias e várias vezes. As canções foram muito bem executadas e fizeram toda a diferença na entrega final do produto. As músicas do filme tocam a sua alma e fazem o seu coração bater mais forte, seja de tristeza ou emoção. Não tem como não sair tocado da sessão.

Nasce Uma Estrela é impactante, único e esplêndido, não tenho outros adjetivos para expressar o quanto fiquei emocionado e tocado por esse filme. Ouça a trilha sonora, assista nos cinemas e viva essa emoção única que esse filme irá te proporcionar, vale muito a pena!