O Homem Perfeito

No dia 27 de setembro, chega aos cinemas O Homem Perfeito, uma comédia romântica nacional estrelada por Luana Piovani. Essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

Diana (Luana Piovani), aos 42 anos, é uma mulher bem-sucedida, com uma carreira estruturada, culta e que mantém um casamento feliz com seu marido (Marco Luque). Ao menos, é o que ela achava – até descobrir que o seu marido está lhe traindo com uma jovem aspirante à bailarina, de 23 anos. Por causa disso, ela cria um “homem perfeito” virtual para seduzir a garota e estragar o romance.

O Homem Perfeito traz à tona vários temas atuais e interessantes como o uso das redes sociais, os problemas de relacionamento que muitos casais enfrentam, a redescoberta do amor após um relacionamento de longa data e por fim, a reconstrução de uma imagem danificada por atitudes inconsequentes e erradas. Os temas abordados na trama são bem atuais e conversam com praticamente todos nós.

Mesclando humor e romance, a narrativa de O Homem Perfeito se desenrola de uma forma leve, gostosa e equilibrada, trabalhando a comédia e o amor de uma forma fluida e construtiva. A trama tem um bom desenvolvimento e os personagens passam por transformações interessantes, sendo apresentados de uma forma e encerrando o filme de outra completamente diferente.

Luana Piovani, que sempre foi vista como um sex simbol, dessa vez vive uma mulher que foi abandonada e trocada por uma “novinha”. Foi interessante ver a atriz sendo trabalhada de uma outra forma. Sua personagem é intelectual, dedicada, trabalhadora, e não só uma bela mulher. Luana consegue nos divertir em vários momentos e tem uma boa química com Sergio Guizé.

Falando nele, Sergio Guizé traz para as telas toda a loucura de uma estrela do rock em decadência. Seu personagem tem tiradas divertidas e que te farão rir. Lembre-se que humor não é opinião, portanto, por mais machista e escrota que seja a fala do personagem, aquilo não passa de uma piada, ok? O que é mais legal de observar é a transformação que ele vive e a forma como sua relação com a personagem de Luana Piovani vai se desenvolvendo.

Marco Luque esbanja carisma. O ator e humorista arranca sorrisos por onde passa, seja pela sua energia positiva ou pelos personagens que ele ganha de presente em seus filmes. Em O Homem Perfeito, muitos homens irão se identificar com o personagem, seja pela atitude e forma de tratar a namorada ou mesmo pela forma de encarar a vida e enxergar o trabalho e o futuro. Existem muitos homens como ele.

Juliana Paiva é uma doçura de menina. Sua personagem traz para a trama um lado doce, ingênuo e até inocente, representando muitas meninas que acreditam no conto das redes sociais. A crítica em cima desse arco é muito interessante, pois aborda tanto a questão da mentira que vivemos hoje nas redes sociais, quanto as crises em relacionamento por falta de comunicação e empatia com o próximo. Gostei muito da atuação e ressalto que Juliana roubou a cena em alguns momentos.

O Homem Perfeito é um tipo de comédia que conversa comigo, pois o humor não é forçado, as piadas são bem colocadas e, principalmente, as situações nos fazem rir. O elenco como um todo tem química e carisma e a história é divertida. Vale a pena assistir nos cinemas!