Drácula de Bram Stoker

Edição definitiva de Drácula de Bram Stoker terá duas capas!

No mês de setembro, a DarkSide Books traz a história do vampiro mais popular da literatura: Drácula de Bram Stoker, que narra a trama dos humanos lutando para sobreviver às investidas da criatura por meio de fragmentos de cartas, diários e notícias de jornal.

Um dos maiores ícones da literatura e do cinema ganha edições definitivas nas mãos da verdadeira casa do Drácula – a primeira editora brasileira especializada em terror e fantasia. Inspirada em projetos clássicos do livro, a Caveira apresenta a First Edition, com uma capa amarela que homenageia a primeira publicação, de 1897; e a Dark Edition, dedicada aos leitores de coração sombrio.

As capas variantes de Drácula de Bram Stoker

Siga nossas redes sociais:

Outros títulos em setembro

Determinada a revelar talentos nacionais da literatura e dos quadrinhos, a DarkSide Books lança outra história em quadrinhos criada por um brasileiro com talentos reconhecidos mundialmente: “Samurai Shirô”, do premiado Danilo Beyruth. O HQ traz uma narrativa construída por sentimentos de vingança e honra, envolvendo samurais modernos e a máfia japonesa no bairro da Liberdade na cidade de São Paulo. Com um ritmo de tirar o fôlego, o quadrinho dialoga com a intensidade e diversidade da principal metrópole do país, considerada a maior comunidade japonesa do mundo fora do Japão.

“Inferior é o Caralho!”, de Angela Saini, mostra como a ciência se enganou com relação às mulheres — e as novas pesquisas que estão reescrevendo essa história. A escritora e jornalista britânica convida a esquecer tudo o que se sabe sobre as diferenças entre os sexos e a embarcar em uma jornada esclarecedora sobre as mentiras e meias-verdades que a ciência propagou ao longo dos últimos séculos.

Em “Refugiados: A Última Fronteira”, de Kate Evans, os quadrinhos mostram de perto o horror e o sofrimento de milhares de pessoas que precisaram abandonar as próprias casas para se proteger em um outro país. O cenário escolhido para a trama foi a cidade de Calais, na França, onde os refugiados se alojam em uma favela de contêineres e barracas montada pelo próprio governo

Leia também:

Assista também: