episódio final de Sense8

No dia 08 de junho, chega ao catálogo da Netflix o episódio final de Sense8. Fique tranquilo, essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

retorno de Sense8

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o episódio final de Sense8 foi bom?

A 2ª temporada de Sense8 causou o cancelamento da série, mas, o amor dos fãs e o respeito que a Netflix teve para com essa legião de apaixonados, possibilitou chegarmos ao episódio final de Sense8. Começo parabenizando o serviço de streaming por dar um final à história de Nomi (Jamie Clayton), Will (Brian J. Smith), Riley (Tuppence Middleton), Capheus (Toby Onwumere), Kala (Tina Desai), Wolfgang (Max Riemelt), Sun (Doona Bae) e Lito (Miguel Ángel Silvestre). Como consumidor, é sempre muito ruim quando uma série é cancelada e o final fica em aberto. Dessa forma, fiquei muito feliz por poder me despedir desses personagens e conseguir acompanhar o desfecho dessa história.

Com mais de duas horas de duração, o episódio final de Sense8 respondeu todas as nossas perguntas e fez jus à essência e premissa inicial da série. O roteiro amarrou todas as pontas, usou e abusou de reviravoltas e ainda acrescentou novos elementos, desnecessários a meu ver, antes de encerrar a história. Porém, em linhas gerais a trama foi dinâmica, bem executada e emocional.

Sense8 nasceu para falar de amor, união, aceitação e trazer para as telas a conexão com o próximo. Deixe a orientação sexual de lado e enxergue a mensagem além do óbvio. A premissa das irmãs Wachowski é usar a ficção para criticar o preconceito e principalmente a falha nas relações e na humanidade da sociedade. A série é muito sensível ao tratar dessas temáticas, e o episódio final tem um desfecho reforçando a ideia de que devemos amar o próximo e nos relacionar. Sabe aquela famosa frase: juntos somos fortes, sozinhos não somos nada? É essa a ideia.

A química e a dinâmica entre o elenco sempre foram o ponto alto da série. Todos funcionam em tela e fluem muito bem nas cenas. Enalteço o trabalho de direção e principalmente da edição ao entregar takes dinâmicos entre os sensates interagindo e se conectando entre si, é muito legal. Contudo, por se tratar de um único episódio, alguns personagens que teriam mais espaço, se tivéssemos falando de uma temporada inteira, ficaram um pouco apagados e tiveram participações mais tímidas, como é o caso de Capheus. Porém, ainda assim é satisfatória a entrega final.

Em termos de ação, o episódio final de Sense8 foi perfeito. Se você queria ver tiro, porrada e explosões, você vai se divertir. Sun, Will e Wolfgang são os destaques nesse quesito. O trio usa e abusa das cenas muito bem coreografadas e nos faz vibrar na cadeira a cada inimigo que é derrotado. Em vários momentos você ficará apreensivo com relação à resolução da ameaça, e isso te envolve na cena de tal maneira que você se sente conectado aos personagens.

Em termos de romance, o episódio final de Sense8 fecha todas as pontas e resolve as questões envolvendo os casais. Kala, Wolfgang e Rajan roubam a cena nesse quesito. Desde a temporada passada a história do trio é uma das mais interessantes e aguardadas pelos fãs, então quando descobrimos o desfecho desse triângulo vibramos com a resolução. Nomi e Amanita novamente esbanjam química, sensibilidade e amor em tela, é lindo ver as duas juntas. E por fim, Sun surpreende nos mostrando seu lado romântico e mais humano. Não vou me estender, mas é bem fofinho.

A última cena de Sense8 é emocionante e o fará terminar de assistir já com saudade dos personagens. Mesmo nos dando as resoluções que queríamos, é triste dizer adeus, principalmente a personagens e atores tão carismáticos e humanos. Mesmo com altos e baixos, a série é eficiente ao entregar ao mundo uma mensagem de amor. Independente do que você acredita ou segue, o próximo é igual a ti, nunca se esqueça disso. Ame, sinta, viva e repita isso todos os dias. As pessoas estão ai para se conectarem conosco e nos ensinarem a sermos cada vez mais humanos, leve isso para a sua vida e seja um ser humano melhor todos os dias. Para sempre Sense8!