Harald

No especial de hoje da série Vikings, vamos conhecer mais sobre o ambicioso Harald, o guerreiro que deseja unificar a Noruega. Avisamos que ESSE TEXTO CONTÉM SPOILERS, continue lendo somente se estiver atualizado com a 5ª temporada.

Siga nossas redes sociais:

Harald, o pai da Noruega

No começo da 4ª temporada de Vikings, em meio aos planos de Ragnar para atacar Paris, chega a Kattegat o Rei Harald e seu irmão Halfdan The Black (“O Negro”, em português). Apesar de sua admiração pelas conquistas de Lothbrok, Harald Finehair (“Cabelo Belo”) deixa claro que tem como ambição se tornar o primeiro rei da Noruega e sabe que isso não será possível enquanto Ragnar for rei.

Sua motivação é o amor por uma jovem que só o aceitará quando cumprir a promessa de se tornar rei de uma Noruega unificada. Quando isso finalmente acontecer, Harald poderá cortar seu cabelo e se casar, mas acabamos aprendendo que o personagem interpretado por Peter Franzén é muito mais complexo do que inicialmente deixa transparecer.

Um viking no sentido próprio da palavra, Harald é visto estuprando e matando inocentes brutalmente ao lado de seu irmão. Com atos a muito abandonados por Ragnar, passamos a nos perguntar se tal homem pode ser movido apenas pelo desejo do matrimônio, obviamente a resposta não choca o telespectador.

Ao partir junto aos filhos de Ragnar para vingar a morte do mais famoso entre os vikings, Harald finalmente vê a oportunidade pela qual esperava e deixa um plano em curso para tirar Lagertha do trono de Kattegat. Mas, já em terras inglesas, reencontra sua amada Ellisif agora casada com o Earl Vik, matando-o a sangue frio.

Para vingar o marido, Ellisif finge arrependimento por não ter esperado Harald e quase consegue assassiná-lo na cama, sendo morta por Halfdan. Aprendemos, então, como o rei depende de seu irmão para ver com clareza e que é um homem brutal sim, mas tolo perante as mulheres que lhe mostram afeição.

Talvez no início de sua jornada para se tornar rei, Harald tenha realmente sido instigado por amor, mas fica claro que isso é passado. Retorna sem o irmão à Kattegat, ainda sobre o domínio de Lagertha, e sua vontade de governar toda a Noruega não esvaneceu. Ao ser confrontado pela rainha, não só assume o plano para usurpar seu poder, mas também a desafia a matá-lo.

E mais uma vez fica evidente sua incapacidade de entender o sexo oposto. Em sua inteligência, Lagertha sabe exatamente o que fazer para se vingar de Harald: o faz prisioneiro, esnoba seu pedido de casamento e o estupra. Claro que a retaliação pela vergonha que lhe foi infringida chegará, mesmo que demore. Ao fugir, Harald sequestra Astrid, amante de Lagertha, para torná-la sua esposa e talvez essa seja sua grande fraqueza: as mulheres.

É possível sentir compaixão pelo homem que fica feliz ao saber que será pai e deixa que a esposa corte seu cabelo como prova de amor. Harald é digno de pena por acreditar tanto na afeição e lealdade de Astrid, quando esta é tão obviamente devota a Lagertha, chegando a implorar para ser morta por não suportar sua vida como esposa do rei e futura mãe de seu herdeiro.

Contexto Histórico

Por volta de seus 10 anos de idade, acredita-se que Harald Fairhair (ou Finehair) sucedeu seu pai Halfdan The Black como governante de pequenas terras, obtidas por meio de herança e conquista. Com seu tio Guthrum como protetor, Harald começou seu reinado por volta do ano de 870 e veio a se tornar um dos maiores chefes guerreiros escandinavos do século IX.

Apesar de historiadores considerarem apenas uma lenda, é difundido em toda Noruega que Harald foi impulsionado à unificar o país por amor. Ao pedir em casamento Gyda, princesa de um reino vizinho, essa o nega e afirma que só se casará quando o rei governar toda a península norte, futura Noruega. Harald faz então sua promessa de não cortar o cabelo até se casar com Gyda, daí seu apelido.

Seguindo um caminho de conquistas, Harald permitia que o reino invadido vivesse em paz desde que lhe jurasse obediência e pagasse taxas, altas o suficiente para fazer com que nortenhos fugissem para o reino inglês. O momento decisivo de sua vida foi em Hafrsfjord, por volta de 880, onde Earls contrários a Harald foram derrotados em uma sangrenta batalha que culminou em seu domínio total da região.

Diferente da série, Harald unifica a Noruega e atinge o seu objetivo inicial de voltar para Gyda, com quem se casa e tem cinco filhos. Infelizmente para a nova rainha, Harald era amado pelas mulheres e acredita-se que tenha tido dez esposas e entre 16 e 20 filhos.

O número incerto de herdeiros marcou o fim de seu reinado pelas diversas lutas por poder, pelas quais Harald chegou a conceder títulos de nobreza e terras a todos os filhos na tentativa frustrada de acabar com a discórdia que perduraria até os reinados seguintes.

Já com 80 anos, Harald entregou o poder total do reino ao seu filho predileto, Eric Bloodaxe, com quem reinou lado a lado por três anos. Em seus 50 anos de domínio, Harald Fairhair governou o país como um justo e poderoso rei até a sua morte por causas naturais aos 83 anos de idade.

fonte: History Things.

O futuro da Noruega unificada

Ao fim da primeira parte da 5ª temporada, a aliança entre o rei Harald e Ivar The Boneless traz os frutos que ele desejava, mas o preço a pagar é alto: perde a esposa grávida e se vê obrigado a matar seu próprio irmão no campo de batalha.

Harald é historicamente conhecido pela unificação da Noruega e seu longo reinado, isso dificilmente será modificado na narrativa da série. O que nos interessa é como o rei superará os acontecimentos da batalha por Kattegat e não se deixará enganar, agora que não tem mais o apoio de Halfdan como protetor e voz da razão.

O rei Harald precisará se preocupar não só com os derrotados, mas também com o imprevisível Ivar. Só o tempo dirá se o filho de Ragnar cumprirá a promessa de não ser uma ameaça, mas é difícil acreditar que este será o caso.

E você, o que espera do reinado de Harald?

Leia também:

Assista também: