O Negócio

As meninas de O Negócio se despedem dos fãs na 4ª e última temporada!

A convite da HBO, participamos de uma round table (mesa redonda) com as meninas de O Negócio, série original do canal que chega ao fim agora na 4ª temporada.

Michelle Batista, Juliana Schalch, Rafaela Mandelli e Aline Jones

Confira abaixo a entrevista na íntegra com o elenco de O Negócio:

Como foi a reação da sua família ao saber que você ia fazer uma garota de programa?

Juliana Schalch (Luna): Eu contei com a maior naturalidade. Os meus pais sempre me apoiaram muito no trabalho de atriz e entendiam que aquele era um papel importante. Eu falei para eles: “eu vou fazer uma garota de programa em uma série da HBO”, eles já entenderam e eu não precisei falar mais nada (risos). A surpresa maior foi que meu pai, minha mãe, minha vó, minha irmã mais nova, todo mundo assiste e acompanha a série e eu que fico sem graça. Nossa, vocês estão assistindo mesmo? (risos).

Michelle Batista (Magali): Os meus pais também são super tranquilos e apoiam, mas tem uma vergonha da parte do meu pai. Não por ser uma garota de programa, mas sim pelas cenas de sexo. Minha mãe diz que ele levanta para tomar água em momentos estratégicos e depois fala: “já posso voltar?” (risos).

Michelle Batista e Juliana Schalch

O Negócio foi uma série que chegou com muita propriedade para colocar a mulher no centro da história e mostrando a mulher tomando as rédeas da própria vida. Hoje a gente vive um momento de empoderamento desde que a série foi lançada e evoluiu muito esse debate. Como vocês sentem que a série abordou essa evolução e ajudou a contribuir para o debate?

Michelle Batista (Magali): é muito legal isso, porque quando a gente começou a fazer essa série em 2012, ainda não tava todo esse movimento das mulheres como tá agora. Essa história veio num momento muito oportuno, porque é um momento em que as mulheres e os homens estão pensando mais sobre isso, afinal esse é um pensamento que tem que vir dos dois, do lugar na mulher no espaço, das decisões, da escolha e daquilo que você decidiu fazer com a sua vida. Acho que isso também tem a ver com o sucesso da série, porque não é uma série que faz sucesso só com mulheres, é uma série que faz sucesso com mulheres e homens.

Juliana Schalch (Luna): eu achei que a HBO teve uma visão ao fazer a série e foi pioneira nessa discussão. A gente aborda muitos temas sobre preconceito. E como as temporadas são escritas antes, quando os episódios vão ao ar a discussão sobre o tema já está acontecendo, só que a gente gravou 1 ano antes. Eu me sinto muito feliz com isso tudo e acho que a série contribuiu muito para o debate. As personagens são mulheres fortes, humanas e que tem questões pessoais e reais, e acho que é isso o que aproxima o público e o que faz ser um sucesso.

Michelle Batista, Juliana Schalch, Rafaela Mandelli e Aline Jones

O que você pode revelar sobre o enredo da 4ª temporada?

Aline Jones (Mia): A gente começa com o privado e depois vai a público, mostrando como se dá essa relação de preconceito com as pessoas próximas e depois da sociedade. Eu acho muito interessante, porque desde a primeira temporada brinca com a mente conservadora, com o seu preconceito e a sua curiosidade e é através dessa brincadeira que a série vai te dizendo: olha pra isso, isso existe, vamos abrir a nossa mente.

Roberto Rios (vice-presidente de Produções Originais): o primeiro episódio introduz um elemento muito importante que é a verdade privada e a verdade pública. E curiosamente as vezes a privada é a mais difícil. É bacana que na série elas decidem resolver a verdade privada junto com a pública. A série vai ter muitas surpresas e coisas bastante inesperadas.

Rafaela Mandelli e Aline Jones

Como vai ser desenvolvida essa questão privada, tendo em vista que essa é a última temporada?

Rafaela Mandelli (Karin): Desde a primeira temporada a Karin vem batalhando para elas assumirem o que elas fazem e conseguir respeito das pessoas diante da posição que elas escolheram. Isso vai se aprofundando cada vez com o passar das temporadas. Na 4ª temporada, ela vai até as últimas consequências e se depara com personagens que não pensam como ela, que são conservadores e mais uma vez ela vai ter que lidar com esse tipo de coisa, só que agora de uma maneira muito mais forte e intensa. A gente vai ver isso com muita clareza. O fato de levantar um diálogo já torna isso positivo e isso vem com muita força na 4ª temporada.

Michelle Batista, Juliana Schalch, Rafaela Mandelli e Aline Jones

Sabendo que essa é a última temporada, do que vocês já estão sentindo falta?

Juliana Schalch (Luna): ai vai dar muita saudade de tudo. Esse tudo engloba a personagem, a história, o set, as pessoas e isso é um grande espaço da nossa vida. Não é apenas um trabalho.

Rafaela Mandelli (Karin): É uma sensação de missão cumprida, né? A gente foi muito feliz nesse trabalho e ainda temos um tempo para curtir o final dele. Mas não tem jeito né, uma hora tem que acabar. Fica a saudade, porque foram muitos anos no projeto. A gente tem uma equipe que praticamente foi a mesma desde a primeira temporada, com pouquíssimas exceções. A gente teve participações incríveis. O elenco é uma grande família, afinal são cinco meses e meio de filmagem e com certeza essa convivência diária a gente vai sentir falta.

Michelle Batista (Magali): Com certeza o sucesso da série também reflete o sucesso dos bastidores. Nós tínhamos uma equipe que era muito harmônica, que realmente tinha muita coisa em comum e falava a mesma língua, e com certeza isso se reflete nesse sucesso. Nós vamos sentir muita falta, porque não é todos os dias que você tem essa harmonia na equipe, que você tem pessoas muito juntas e com o mesmo propósito.

Michelle Batista, Juliana Schalch, Rafaela Mandelli e Aline Jones

Vocês têm alguma história engraçada dos bastidores para dividir com a gente?

Rafaela Mandelli (Karin): Eu e o Guilherme Weber (Ariel) a gente não consegue fazer cena juntos. Nós temos crises homéricas de riso. Teve uma cena clássica no set que eu tive que fazer toda a minha parte olhando para o refletor como se fosse ele e depois ele falando, porque a gente não conseguia e isso era um problema. Tem milhões de histórias engraçadas (risos).

Juliana Schalch (Luna): A cena do ovo (risos). A Karin é cheia de frases definitivas e na primeira temporada nós fomos gravar uma cena e eu falava: e agora, o que que falta Karin? E ela falava: agora só falta (risos)…ela começava a rir e não conseguia falar.

Michelle Batista, Juliana Schalch, Rafaela Mandelli e Aline Jones

Depois desses quatro anos, qual o sentimento?

Todas: Orgulho!

Michelle Batista, Juliana Schalch, Rafaela Mandelli e Aline Jones

A 4ª temporada de O Negócio estreia no dia 18 de março, às 21hna HBO.

Não percam a estreia da 4ª e última temporada de O Negócio. Vai ao ar hoje, às 21h, na HBO! #nerdbreak

Uma publicação compartilhada por Nerd Break (@nerd.break) em

Siga nossas redes sociais:

Leia também:

Assista também: