Com Amor, Simon

No dia 05 de abril, chega aos cinemas a adaptação literária, Com Amor, Simon. Fique tranquilo, essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

Baseado no best-seller escrito por Becky Albertalli, Com Amor, Simon, conta a história de um jovem que não teve coragem de assumir a sua homossexualidade para sua família e amigos. Porém, tudo muda quando ele se apaixona por um colega de classe anônimo, através da internet. A partir, dai o protagonista embarca numa divertida e inspiradora história de amor.

Com Amor, Simon é um filme que trata a descoberta da homossexualidade de uma forma leve e sem dramatizar muito a revelação em si. Tirando as más escolhas feitas pelo protagonista, o longa passa a mensagem de um modo que poderia ser a realidade de muitos. A família, os amigos e a sociedade deveriam aceitar as pessoas como elas são e não julgar e nem destilar do preconceito e ignorância. O ser humano é livre para amar quem ele quiser e essa é a mensagem central da trama.

Greg Berlanti é um especialista em produzir histórias adolescentes. Para quem não o conhece, ele é o chefão do canal americano CW e produtor executivo de séries como: Arrow, The Flash, Supergirl, Legends of Tomorrow, Riverdale, Blindspot, entre outras. Agora atuando como diretor, Berlanti conseguiu trazer toda a sua experiência e conduziu muito bem o talentoso elenco jovem que estava em suas mãos. Isso, sem contar na forma leve e divertida que os acontecimentos se desenrolam.

Com Amor, Simon é um filme envolvente. O drama e a comédia estão bem divididos e o tom da história é simpático e carismático. O longa te faz rir, torcer pelo protagonista, criticar as suas escolhas erradas e ao final de tudo, celebrar o amor e a liberdade.

Nick Robinson é um ator que ainda precisa ser lapidado e desenvolvido. O sucesso de Com Amor, Simon se dá pelo todo e não só pelo seu protagonista. Acredito que se não tivéssemos outros atores e atrizes talentosos, servindo como base e apoio para Robinson, o filme não teria dado certo. O menino é bom, mas ainda falta se soltar mais.

Complementando o ponto acima, o elenco jovem, como um todo, se completa. Sozinhos, nenhum deles têm peso o suficiente para carregar um filme. Porém, juntos eles formam uma miscelânea interessante com seus talentos e carismas individuais. Parabéns ao responsável pelo elenco, que identificou gaps e foi preenchendo com atores/atrizes suportes.

Divertido, simpático e leve, Com Amor, Simon é um filme que passa uma mensagem importante e de uma forma que gostaríamos que fosse o padrão em muitos lares por ai. Também vale destacar a excelente trilha sonora.

Depois que assistir o filme, volte para nos contar a sua opinião!