Já está em cartaz 12 Heróis, um filme estrelado por Chris Hemsworth e grande elenco. Fique tranquilo, essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

Uma equipe da CIA e as forças especiais vão para o Afeganistão em consequência do ataque de 11 de setembro para desarmar os talibãs.

Baseado numa história real, 12 Heróis conta a história da resposta dos Estados Unidos após o atentado do 11 de setembro. Partindo daí, é fácil dizer que o patriotismo e orgulho americano são fortes elementos presentes em tela.

Chris Hemsworth lidera um elenco com nomes como Michael Peña e Michael Shannon. Hemsworth não é um ator talentoso o suficiente para protagonizar um filme como esse. Mesmo sendo alto, forte, bonito, falta carisma e talento, principalmente nos momentos cruciais da trama. E em 12 Heróis esse foi um ponto falho. Falta emoção, tensão e os horrores da guerra, principalmente pela forma como eles foram para a batalha.

O ator mais talentoso do filme, Michael Shannon, é o que menos aparece no longa. Seu personagem é um veterano, tem a postura de um líder, mas fica na sombra de Hemsworth. Um desperdício de talento.

Os efeitos especiais das explosões e tiroteios deixaram a desejar. Em alguns momentos você percebe a magia por detrás das câmeras e acaba perdendo o encanto e tensão daquela cena. 12 Heróis esbanja em clichês e frases de efeito usadas em filmes de guerra.

De modo geral, 12 Heróis é mais um filme de guerra com a cara da Tela Quente. Tenho certeza que muitos pais vão adorar e assistir mais de uma vez. Contudo, a falta de emoção e o fraco protagonista, fizeram o longa ser só mais um do gênero.