The Damned

The Damned retoma a importância da vida!

Ontem (30) foi ao ar, The Damned, o segundo episódio da 8ª temporada de The Walking Dead. Se você ainda não assistiu, CUIDADO, SPOILERS ABAIXO!

O que o futuro reserva para Morgan?

Parece que finalmente os produtores e roteiristas aprenderam com as críticas do ano passado e resolveram manter o ritmo da guerra acelerado e dinâmico. Confesso que estava receoso com o desenrolar dessa temporada. Contudo, é muito gostoso ver a série fazendo as coisas acontecerem. Começar o episódio já com tiroteio mostra o ritmo que a temporada quer estabelecer. Torço para que siga assim!

Achei interessante o Morgan dizer: eu não morro. Depois de Rick, ele é o personagem mais antigo da trama. Será que está nos planos da produção levá-lo até o final da série? O que vocês acham? Sua jornada passou por altos e baixos e agora na 8ª temporada o vemos sair do eixo de novo. O que será que o futuro reserva para ele? Comente!

Ezekiel, o líder do povo!

Ouço muito das pessoas que não assistem The Walking Dead: não gosto de zumbis, tenho medo, acho nojento, ou qualquer outro comentário do gênero. E sempre acabo respondendo a mesma coisa: a série não é só isso, na realidade os walkers acabam se tornando objeto de cena e perdem completamente o antagonismo e periculosidade. Chega até ser estranho ver os humanos lutando contra os zumbis nessa altura do campeonato. Parece que o roteiro faz isso pra relembrar a origem da série.

Já comentei no passado como acho interessante a teatralidade do Rei Ezekiel. Em meio a tanta tensão, o personagem quebra um pouco o clima pesado e passa leveza e esperança àqueles que estão a sua volta. Uma guerra não precisa só de poder de fogo e estratégias. A motivação é fundamental para o sucesso do confronto.

No contexto da série vale a pena fazer prisioneiros?

Jesus começou a fazer jus ao seu apelido e trouxe de volta os direitos humanos para a série. Ele está correto? Dentro de uma guerra pela vida cabe essa linha de raciocínio? Essa discussão é muito atual e apresenta um contraponto interessante, ainda mais quando o personagem confronta Morgan que era o antigo defensor da vida.

A cada acontecimento o psicólogo do Rick está cada vez mais quebrado. Foi muito impactante a cena dele se olhando no espelho parecendo um animal todo ensanguentado depois da batalha. Novamente a série discute o valor da vida e as consequências da violência. Tudo isso prepara o terreno para o protagonista poupar a vida de Negan ao final desse arco.

Quem sairá vivo dessa guerra?

As baixas já começaram. Por enquanto a oitava temporada começa poupando os personagens mais relevantes e entrega mortes menores para alertar o público que é mais do que normal os grupos sofrerem perdas durante uma guerra. Quem você aposta que vai morrer? Hoje coloco minhas fichas no Rei Ezekiel e a tigresa Shiva.

O segundo episódio da oitava temporada termina trazendo de volta Morales, personagem secundário que fazia parte do grupo de sobreviventes do acampamento. Como a trama tem que oscilar, Rick termina em desvantagem e preocupado com o destino dos seus amigos. Essa tensão não convenceu. Por mais que Rick aparenta estar em perigo, o próximo episódio já deve mostrar ele se livrando dessa ameaça (talvez com a ajuda de Daryl) e batendo em retirada antes que fique completamente em desvantagem.

O que você achou do episódio The Damned? Escreva nos comentários!

Leia também:

Assista também: