No dia 07 de setembro, chega aos cinemas a animação nacional Lino – O Filme. O novo longa da Fox conta com as vozes de Selton Mello, Dira Paes e Paolla Oliveira. Fique tranquilo essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Lino no Anima Mundi

Mas afinal, o filme é bom?

Lino conta a história de um animador de festas que leva uma vida sem sorte. Cansado de tudo dar errado, ele decide procurar ajuda de um mago não muito bem sucedido chamado Don Leon. A coisa piora quando o feitiço que o livraria do azar acaba o transformando na fantasia de gato que ele tanto odiava.

Tive a oportunidade de conhecer o diretor Rafael Ribas e parte da equipe envolvida nesse projeto. É louvável o trabalho que eles fizeram em tão pouco tempo e com baixíssimo orçamento se comparado às animações americanas. Lino tem uma qualidade visual que não fica atrás de nenhum desenho gringo e esse é o principal ponto forte da produção. Desde a concepção artística até os mínimos detalhes são de extrema qualidade. Parabéns para todos os envolvidos.

O pecado da animação está no roteiro que é fraco. A simplicidade da trama não é o problema, mas a falta de um tempero para prender a nossa atenção, somado as piadas sem graça que não encaixam, deixam a história e o humor a desejar. Dentre os personagens, a dupla de policiais foi o principal incômodo do longa.

Falando um pouco dos dubladores, Selton Mello entrega uma interpretação bacana, com alguns momentos meio canastrão, mas que funciona. Porém, é Dira Paes quem se destaca dentre o elenco. A voz da atriz encaixou direitinho e ela consegue nos entregar uma personagem divertida. Paolla Oliveira cumpre bem o seu papel de coadjuvante.

Mesmo com seus pontos de melhoria, Lino é uma animação que merece ser prestigiada e assistida nos cinemas. No geral, o brasileiro tem a mania de não exaltar as próprias produções, o que faz com que o nosso mercado cinematográfico fique aquém do potencial que somos capazes de atingir. Nossos diretores e roteiristas são talentosos, o que falta é reconhecimento e investimento no trabalho. Se todos verdadeiramente incentivassem, o cinema nacional iria longe.

Parabéns ao Rafael Ribas e todos os envolvidos nesse trabalho. Foram anos de esforço e dedicação. Assim como o Lino, tudo nessa vida serve como aprendizado. O potencial existe e pontos de melhoria foram feitos para serem refletidos e aprimorados nos próximos desafios. Vamos em frente!

Lino – O Filme chega aos cinemas no dia 07 de setembro.

Você está animado? Quais são as suas expectativas? Conta pra gente nos comentários.