2ª temporada de Shadowhunters

Hoje (15) entrou no catálogo da Netflix o último episódio da 2ª temporada de Shadowhunters.

2ª temporada de Shadowhunters

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, a temporada foi boa?

Depois de fracassar nos cinemas, as histórias de Cassandra Clare foram adaptadas para as telinhas. Nos Estados Unidos a série é transmitida pelo canal Freeform, aqui no Brasil temos acesso aos episódios através da Netflix. A primeira temporada de Shadowhunters foi fraca, cheia de atuações e efeitos especiais ruins, mas com uma boa história, o que rendeu a 2ª temporada.

O novo ano da série veio cheio de melhorias. O elenco amadureceu e deixou de lado as atuações canastronas. Eles ainda não estão perfeitos, mas melhoraram muito. Outro ponto de melhoria foi na parte de efeitos especiais. Acredito que a produção encontrou um meio termo entre o orçamento e a entrega final do produto.

Novamente o que mais se destacou na série, foi o roteiro. O dinamismo com que as coisas acontecem é muito bom, eu até diria que o ritmo e equilíbrio na trama é o que mais me prende. Mesmo adolescente, Shadowhunters é uma história leve, que trabalha o romance, a ação e o sobrenatural muito bem. É gostoso de sentar pra assistir.

Voltando para o elenco, é notável a evolução de Katherine McNamara. Na 2ª temporada de Shadowhunters Clary deixou de ser aquela menina indefesa e se tornou uma verdadeira guerreira. A personagem/atriz é uma das que mais melhoraram no segundo ano da série e merece o destaque e protagonismo.

Assim como Clary, Jace (Dominic Sherwood) também é outro personagem que se destacou no segundo ano. Sua coragem, liderança e habilidades de combate rederam excelentes momentos no segundo. Além de ter descoberto sua verdadeira origem, ele desenvolveu novas habilidades. Isso sem falar da sua química com Clary. O casal é fofo e combina demais, torço por eles.

Sebastian era o nome mais aguardando da 2ª temporada de Shadowhunters. O ator Will Tudor chegou com tudo na série. Além de trazer novos ares para o elenco, o inglês esbanjou carisma. Ele protagonizou excelentes cenas de ação e promete voltar com tudo para o terceiro ano.

Ainda não foi dessa vez que vimos Sizzy (Simon + Izzy). O segundo ano aproximou os dois, mas focou muito mais na evolução pessoal de cada um. Enquanto ela enfrentou e amadureceu depois do vício nas drogas (arco importante na temporada), ele conseguiu aquilo que sempre sonhou (namorar Clary) e depois aprendeu a viver e super um amor unilateral. Excelentes personagens e que prometem muito no próximo ano.

Malec (Magnus + Alec) mantiveram a relação com altos e baixos. São bons individualmente e como um casal. Magnus (Harry Shum Jr.) tem mais carisma, enquanto Alec (Matthew Daddario) ainda tem pontos de melhoria em sua atuação.

Desde a primeira temporada, Valentine (Alan van Sprang) é um dos melhores personagens da série. O segundo desenvolveu um pouco o lado pai do vilão. Pudemos nos conectar um pouco com sua humanidade e explorar mais da sua visão deturpada da vida. Um excelente antagonista, fará falta.