Chegou ao fim a 5ª temporada de Arrow encerrando o arco do vilão Prometheus. O quinto ano aposta nas origens para tentar reconquistar os fãs. Se você não está atualizado com a série, CUIDADO, SPOILERS ABAIXO!

Mas e ai, foi boa a 5ª temporada de Arrow?

Oliver Queen está de volta meus amigos. Depois de duas temporadas muito abaixo do que vimos nos primeiros anos, o Arqueiro Verde foi buscar a fórmula do sucesso nas suas origens, e não é que deu certo? Todo aquele mimimi dos anos anteriores foi deixado de lado e o herói voltou pro eixo. Violento, sem grandes dramas e focado em ser um bom prefeito e de quebra limpar a cidade, essa foi a promessa da 5ª temporada. Parabéns, deu certo!

A primeira grande mudança foi no tom e dinâmica da história. Todo aquele ar de novela mexicana foi deixado de lado. Felicity continua na equipe, existe amor e uma tensão sexual entre eles, só que dessa vez isso foi bem trabalhado e não ocupou todo o episódio como nos anos anteriores. Finalmente os roteiristas encontram um equilíbrio entre o romance e a ação, a consciência de Oliver e seu instinto assassino, tudo foi bem distribuído, além de que a jovem nerd teve seu arco próprio e não estava ali só para servir de suporte.

Junto com essa melhora, veio Prometheus, um vilão que a muito tempo não víamos em tela. Carismático, sarcástico, sádico, louco, inconsequente, violento, maquiavélico e sempre 10 passos a frente do nosso herói favorito. Era disso que a série precisava. Um antagonista que não dá ponto sem nó, não deixa Oliver e sua equipe em momento algum no controle da situação, um vilão que conseguiu desestabilizar e tirar do eixo o protagonista. Josh Segarra deu um show. Prestem atenção nesse ator, ele tem um futuro promissor pela frente.

Vamos falar dos flashback’s. No começo era bacana ver o que aconteceu com Oliver logo após o naufrágio, mas com o passar do tempo o que era um recurso bacana e uma história em paralelo, se tornou algo desinteressante no meio do episódio. Meu Deus, como era chato. Confesso a vocês que não aguentava mais ver flashback. O da 5ª temporada até que foi bacana, pudemos ver Dolph Lundgren em tela, protagonizando belas cenas de ação e ao final tudo se conectou com o episódio piloto. Graças a Deus teremos uma 6ª temporada sem o passado de Oliver.

A 5ª temporada de Arrow apresentou novos membros para a equipe e dentre eles o Cão Raivoso foi o que mais se destacou. Seu jeito rabugento, explosivo e inconsequente agregou a equipe que só era formada por membros politicamente corretos, com exceção do próprio Arqueiro. No mais, Curtis é a versão masculina e negra da Felicity, Retalho apareceu e logo se foi, Artemis mostrou personalidade e mudou de lado e Dinah não convenceu como a nova Canário Negro, prefiro mil vezes que a Sirene Negra vá para o lado do bem do que essa nova canário fique na equipe.

O Vigilante foi outro personagem novo apresentado que apareceu, causou e sumiu. Acho isso bacana, deixou o arco em aberto para continuar sendo explorado no próximo ano.

Agora falando em pontos em abertos, vamos falar sobre o gancho do season finale. Prometheus se matou, Oliver salvou William e a ilha explodiu. E agora? Morreu todo mundo? Duvido muito meus amigos. O único que acredito que morreu foi Malcolm, pois o ator John Barrowman declarou que não voltaria para as séries da DC, de resto, aposto minhas fichas de que todos sobreviveram.

Não posso deixar de enaltecer e compartilhar com vocês a felicidade de ver Slade Wilson de volta na série. O season finale colocou em tela os três melhores vilões de Arrow até agora: Malcolm, Slade e Prometheus. Essa sim seria uma Legião do Mal decente e ameaçadora, não aquela bobagem que apareceu em Legends of Tomorrow.

Concluindo, a 5ª temporada de Arrow apostou nas origens e trouxe a série de volta para o topo das produções da DC na TV. Que temporada meus amigos, que temporada. Torço para que o próximo ano tenha efetivamente aprendido com os anteriores e siga os passos do que vimos nessa temporada.

Você gostou da 5ª temporada de Arrow? Quais são as suas expectativas para a próxima? Conta pra gente!