Prepare-se, pois amanhã (11) sai o filme O Dia do Atentado, com grandes nomes no elenco e um tema bem polêmico, pode ficar de boa porque essa crítica NÃO TEM SPOILERS.

Fala aí, o filme é bom?

É importante começar falando que esse filme é bem forte. Envolvendo temas de terrorismo, religião e cenas bem gráficas, os mais influenciáveis já foram avisados.

Em termos de elenco, temos grandes nomes. Mark Wahlberg é um policial suspenso e de certa forma o protagonista, Kevin Bacon é um investigador de terrorismo, John Goodman é o comissário da polícia de Boston e J.K. Simmons um sargento de uma cidade vizinha. Mesmo com tantos nomes, existe apenas um punhado de cenas onde o potencial desses atores são mostrados.

A história é sobre o atentado terrorista de 15 de Abril de 2013 em Boston. Dois rapazes explodiram bombas numa maratona acontecendo em celebração ao dia do patriota. Após o sucesso do atentado, as unidades de investigação da cidade fazem um trabalho incessante de encontrar os culpados.

Em termos de acontecimentos, o filme é bem leal aos fatos. Existe certo nível de ampliação, mas fora isso, pouca coisa foi modificada ou alterada. O momento em que as bombas explodem por exemplo, não tem pudor de mostrar pedaços de gente e feridas realísticas.

O longa faz um bom trabalho em cativar o espectador, com algumas quebras revelando um pouco da vida do policial interpretado por Wahlberg. Essas pausas são definitivamente os pontos mais baixos da trama.

Em contraponto, existem cenas bem tensas, com uma em específico tão intensa que dá pra correr uma maratona.

O Dia do Atentado é um bom filme, que poderia ter sido muito mais. Com alguns momentos onde os atores arremessam o filme a grandeza, pausas desinteressantes e ritmo lento o impedem de alcançar um status de destaque. Cenas brutais e temas delicados podem tanto atrair quanto distanciar espectadores. Se investigações e tensão são do seu gosto, vale conferir.

Você pretende assistir ao filme? Deixe sua opinião no comentários abaixo.

Câmbio e desligo.