Corra!

Hoje (25) vamos falar sobre Corra!, o novo longa da Universal Pictures, dirigido pelo diretor Jordan Peele. Essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS.

Siga nossas redes sociais:

Mas e ai, o filme é bom?

Corra! É um ótimo filme. Ele mistura os gêneros de suspense, terror, terror psicológico muito bem. Ele também tem pausas com segmentos de humor e uma mensagem legal por trás de tudo.

A maioria dos atores são desconhecidos exceto o protagonista. Chris (Daniel Kaluuya de Sicario, Black Mirror e Kick-Ass 2) e Rose (Allison Williams) são um casal interracial. Chris é afrodescendente e Rose é caucasiana. Num fim de semana, o casal escolhe ficar com a família da moça. Logo de cara, os dois começam a perceber que há muito mais do que sutil racismo enraizado na família.

Os elementos do filme são sempre bem balanceados e distribuídos. Começamos com momentos mais engraçados, felizes e ao longo do filme, a vibe vai mudando. O interessante é ver como Chris aparenta perceber as mudanças também. Pela primeira vez, temos um protagonista nesse tipo de filme que não é um tapado completo.

Corra! também aborda racismo. É interessante ver um tipo de mensagem que te deixa refletindo após um filme de terror. A questão racial foi mostrada de um modo clichê a maioria da vezes, mas nunca pareceu perdurar no foco por muito tempo.

Os clichês são outro tema interessante abordado no filme. Ao longo da coisa toda, existe um certo tom satírico da situação que é bem interessante. O filme consegue várias coisas e cativar é uma delas.

A atuação de todos é ótima. Todos os membros da família conseguem passar um quêzinho de anormalidade a todo momento. O astro, que é Kaluuya, realmente se sobresai fazendo várias caras e bocas desconcertantes.

Corra! é um filme muito bom. Vale a pena ver nos cinemas para absorver completamente os visuais do longa, que é provocativo, engraçado, bizarro e extremamente cativante. Se você está afim de ver algo com uma mensagem por trás, ou quer ver algo interessante, ou até mesmo estranho, não perca sua chance.