Chrono Trigger
Confira abaixo os motivo de Chrono Trigger ser considerado por muitos o melhor jogo já produzido, de qualquer gênero.

Fala Nerds! Chrono Trigger é, definitivamente o ápice da genialidade japonesa para RPGs. Fato.

Quando se começa a pensar em jogos que podem te garantir horas de diversão, emoção, nostalgia entre diversos outros sentimentos, este jogo de Super Nintendo é ideal.

Chrono Trigger foi desenvolvido pela Square Co. e lançado para o SNES em 1995. A equipe que realizou essa Monalisa dos games é nada menos que: Hironobu Sakaguchi (produtor da série Final Fantasy), Yuji Horii (diretor da série de jogos Dragon Quest), Akira Toriyama (criador do Dragon Ball) e Nobuo Uematsu (músico de Final Fantasy). #meudeus!

Obs: Para os fãs de Dragon Ball, a semelhança dos personagens entre as produções é absurda!

Enredo

O protagonista da história é Crono. Um rapaz que vive uma vida pacata em uma vila junto com seus amigos. Em um belo dia na feira da cidade do reino, sua amiga Lucca, uma inventora/cientista, demonstra a todos a sua mais nova invenção: um teletransportador.

Ao ligar a máquina, nada ocorre como planejado, e a princesa do reino, é enviada ao passado. Esse fato é o início de um grande aventura de viagens no tempo (Chrono é a referência à tempo), batalhas épicas, épocas pré-históricas, futuros apocalípticos entre outros.

Ao longo desta jornada pelos oceanos do tempo, Crono e seus amigos, descobrem o maior segredo do mundo, e irão fazer de tudo para alterá-lo…inclusive apagar suas próprias existências.

Sistema de luta

Esse jogo foi o berço para conceitos utilizados até hoje. Tem-se a introdução do Active Time Battle, onde cada personagem pode atuar ao encher a sua barra de ação (é o mesmo sistema de jogos como Final Fantasy 7 e 13, por exemplo).

Outro ponto é a possibilidade de fusão de ataques. Se Crono e Lucca estiverem na luta, e você selecionar a habilidade (ou Tech como é chamada no jogo) Fire Whirl, Lucca incendiará a espada de Crono, que por sua vez gira na tela acertando todos os inimigos com uma onda de fogo. #animal

Algo mais revolucionário ainda, foi a possibilidade de você “selecionar” suas batalhas. No mapa ou nas dungeons, os inimigos são visíveis, e você só entra em batalha com estes ao tocá-los. Isso mudou bastante o método de como caminhar em jogos de RPG, que até então as batalhas eram aleatórias.

Trilha sonora

Essa aqui foi emocionante. Que acerto. Meu deus!

A trilha composta pelo gênio Nobuo Uematsu, rendeu em 1995 um lançamento de 3 CDs com 64 músicas no total. Foi um gigantesco sucesso de vendas na época. Esta obra-prima é tão cultuada como um clássico de VGM (video game music), ou música de vídeo games, que em 2005 um grupo de fãs e músicos lançaram o álbum Chrono Symphonic – A Cinematographic Interpretation, uma interpretação eletrônica e orquestral da obra.

Outras Plataformas e Versões

Originalmente lançado para o SNES, esse jogo de tanto sucesso também migrou de plataformas.

Em 1999 houve o re-lançamento para o PS1, com algumas melhorias na qualidade sonora e a introdução de cenas/filmes em CG. Já em 2008 houve um re-re-lançamento para o Nintendo DS, mantendo as cenas em CG, mas com melhorias nas traduções textuais.

Gráficos

Para a época em que foi lançado, este jogo foi revolucionário. As fusões de técnicas, ou techs, são excelentes. Não é para menos que este é o jogo que mais exige da capacidade de 32 bit do SNES.

A geração de hoje pode não gostar deste ponto em específico. Porém, tudo isso parece ficar em segundo plano comparado a história, batalhas dinâmicas e pelas fluidez de eventos que os criadores deram a narrativa.

Veredicto

Chrono Trigger pode ser considerado o clássico dos clássicos. O ápice da genialidade de JRPG.

Há 13 finais diferentes, sendo possível jogar com 7 personagens totalmente diferentes (deste sapos humanoides a robôs). Isso tudo sem considerar a tonelada de coisas extras que os mapas escondem.

O que torna Chrono Trigger um jogo atemporal, é o fato de que a história, apesar de clichê, é tão bem contada e tão bem distribuída “ao longo do tempo” que é difícil começar a jogar e parar.

Este jogo rende facilmente 60 horas de diversão. Infelizmente hoje não há mais versões a venda em lojas, por exemplo, mas nada impede de você baixar um emulador de PS1 e o jogo (o processo todo demora algo em torno de 15 minutos) e mandar bala!

Este definitivamente seria um desafio para a nova equipe da Sony fazer um remake. Com a equipe correta e o orçamento correto, poderia ser um arraso! Ou um monumental fracasso rs

Leia também

Você também concorda que Chrono Trigger é o melhor? Discorda completamente? Conte a experiência que essa obra-prima teve em sua vida. Comente!

See you space cowboy…