Outra estreia da semana e que também adapta uma obra literária, é o longa nacional estrelado por César Troncoso e Dan Stulbach chamado “O Vendedor de Sonhos”. Vamos conversar sobre esse filme, fique tranquilo essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS

Mas afinal, o filme é bom?

A adaptação da trilogia escrita por Augusto Cury, conta a história de Júlio Cesár, um renomado psiquiatra que chega ao fundo do poço e decide desistir de sua vida, mas é impedido pelo Mestre, um homem misterioso, que o conduz numa emocionante jornada de redescobrimento e autorreflexão, nos mostrando o verdadeiro sentido da vida.

Com um roteiro rico em psicologia e análise comportamental, César Troncoso nos cativa com sua atuação, olhares e palavras, enquanto o personagem vivido por Dan Stulbach pode ser comparado ao espectador dessa lição de vida, se surpreendendo, emocionando e aprendendo como a gente.

O Vendedor de Sonhos é mais do que um simples filme ou obra literária, essa história é uma crítica a forma como o ser humano vive a sua vida nos dias de hoje, ao mundo capitalista e a relação entre o indivíduo e a sociedade. Com todo seu intelecto, Augusto Cury entrega um material de extrema qualidade para ser trabalhado pelo diretor Jayme Monjardim, que faz dessa história, um filme que você precisa assistir.

Conversei um pouco com os envolvidos nesse projeto e me encantei mais ainda com a proposta desse filme. Não irei me alongar para não estragar a sua experiência. Encerro essa crítica com uma frase marcante de O Vendedor de Sonhos: “o segredo do sucesso, é conquistar aquilo que o dinheiro não pode comprar”.

Assistam de coração aberto e reflitam sobre essa história. Tenho certeza que irá mudar as suas vidas. Não se esqueçam de deixar a sua opinião nos comentários!