Trilha Sonora Como Eu Era Antes de Você

Ontem (16) chegou aos cinemas a adaptação do romance de Jojo Moyes, Como Eu Era Antes de Você. Essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

Como Eu Era Antes de Você conta a história de Lou, uma jovem alegre e tagarela que perde seu emprego num café e vai trabalhar como cuidadora do amargurado Will Traynor, um rapaz que sofreu um acidentes trânsito e acabou tetraplégico.

A dinâmica do casal protagonista te envolve durante todo o filme, fazendo você torcer pelo beijo dos dois desde o primeiro momento em que eles se olham. Emília Clarke consegue mostrar sua versatilidade deixando de lado a imponência e força da mãe dos dragões, nos entregando uma atuação tocante, ingênua em alguns momentos e acima de tudo pura e sincera.

Sam Claflin também merece aplausos pela difícil tarefa de atuar podendo movimentar apenas a cabeça de forma sutil. O ator fala muito com os olhos e trabalha a voz de maneira a nos cativar e emocionar com toda a sua dor e profundidade de sentimentos e palavras.

Os fãs de literatura não se decepcionarão com a adaptação e conseguirão se emocionar com a história em tela da mesma forma que nas páginas do livro, ainda mais por conta da excelente trilha sonora e atuação dos atores.

Como Eu Era Antes de Você foge do clichê dos romances e dramas já conhecidos e nos dá uma lição sobre respeito e apresso pela vida, nos fazendo refletir e valorizar de uma forma plena e intensa a dádiva que é viver.

Em suma, o filme emociona, cativa e te deixa pensando e refletindo. Não vá ao cinema esperando um romance simples. Não foque apenas na tragédia e sim no que tem por trás dela. Reflita sobre a mensagem que a história quis passar, observe o subtexto, fuja das obviedades e aprofunde-se na lição de vida. Tenho certeza que você não sairá da mesma forma que entrou.