Schism, será que o mundo acabou em Arrow?

Chegou ao final a 4ª temporada de Arrow. Com o episódio final intitulado “Schism” a série fecha o arco de Damien Darhk e o fim do mundo. Se você não está atualizado, peço que volte para ler esse post depois de assistir o season finale. CUIDADO, ALERTA DE SPOILERS ABAIXO!

Damien Darhk não desiste não é mesmo? Em “Schism”, depois de ter sua arca de Noé destruída por Anarquia, de sua mulher ter morrido, ele ter perdido a maioria de seus homens e ainda ter “perdido” sua filha (que foi salva pelo Team Arrow), o vilão insiste em acabar com o mundo mesmo assim. Confesso que ele mais parece um menino birrento que quer porque quer fazer o que tem vontade. Então tá né?

Mas, o Team Arrow também não desiste e lá vamos nós a mais lutadas, tiros, flechas explosivas e coreografias que já foram melhores. Toda a velha fórmula vai se aplicando nas cenas de ação que não empolgam, nem com o fim do mundo. Felicity foi salva. Curtis é gravemente ferido e o mundo continua acabando com as ogivas nucleares prestes a acabar com a série toda. Run Felicity Run, espera, essa é outra série. A bela hacker segue sendo a grande responsável por tudo dar certo. Curtis (que magicamente se recupera brevemente) segue seu papel de aprendiz de nerd tecnológico e vai salvar o mundo. Confesso que ele me parece a versão negra e masculina da personagem tagarela.

arrow

Chegou a hora de encerrarmos o maravilhoso flashback dessa temporada. Chega de totens de demônio que dão poderes sobrenaturais, chega de toda essa lenga lenga e essa eterna ilha que não tem fim. Bem que uma das ogivas de Damien podia ter caído naquele lugar, assim nos polpava dessa trama arrastada, sem emoção e enredo na próxima temporada. AH, a propósito, Reiter foi morto por Taiana e que pediu para Oliver matá-la, fim do flashback.

arrow

De volta ao apocalipse, Lyla tenta usar os seus agentes (que pra pouco servem) para derrotar Damien. Essa mulher ainda não entendeu do que esse homem é capaz, não é? A tentativa é em vão e só deixa o vilão ainda mais forte. A cidade segue um caos, com todos em pânico e as ogivas aos cuidados de Felicity e Curtis. É engraçado como todos parecem conformados com a morte e pouco fazem para evitar tal destino. Odeio admitir, mas de novo, sem a melhor hacker do mundo, o que seria da série? Pensem nisso!

Inspirado pelo policial Lance, Oliver encontra a esperança que lhe faltava para seguir lutando. Seu amor por Felicity já não era o suficiente. Ele precisava acreditar em si mesmo, recuperar a autoconfiança e acabar com esse dilema babaca de: “ai eu sou a escuridão”, você não é o Batman meu amigo, então take it easy. A motivação o faz inspirar as pessoas e garantir sua vaga na prefeitura de Star City. Olha, a próxima temporada pode até ser chata, mas depois de toda essa destruição, trabalho não vai faltar.

arrow

A luta final mais parece uma briga de gangues do que uma batalha herói x vilão. Isso foi bacana, não pelos dois em si, mas sim por ver as pessoas pararem de ser histéricas e começarem a lutar pelas suas casas e vidas. Darhk finalmente é derrotado e tem o destino que merece desde que entrou na série, a morte. O vilãozinho chato hein minha gente.

Com o Plot Twist do final de The Flash, certamente muita coisa mudará em Arrow e nas demais produções da The CW. Bem que isso podia afetar até The Vampire Diaries pra ver se a série melhora. Polêmicas a parte, “Schism” encerra seu quarto ano de Arrow bem abaixo da média, mas com a promessa de que com a reestruturação e construção de TUDO, as coisas possam voltar a sua normalidade. Por enquanto só tenho a dizer: Oliver, você falhou com essa cidade!

Até a próxima!