The Flash 2×20 – O que aconteceu com Barry?

Faltando só três episódios para o final, hoje vamos discutir o rolou no episódio de The Flash 2×20 e especular o que esperar dos próximos capítulos. CUIDADO, ALERTA DE SPOILERS ABAIXO!

Siga nossas redes sociais:

Barry Allen é uma pessoa comum. Depois de perder seus poderes para salvar a vida de Wally, o nosso velocista escarlate não passa de um cientista forense que ainda luta para combater o crime, só que agora de outra maneira. Sempre com o apoio tecnológico de seu time, agora nosso heróis mantém a esperança da população usando um holograma para confundir os vilões e ajudar no trabalho da polícia. No começo até que dá certo, mas para uma ameaça como Zoom, isso não funciona.

“Rupture” ou “Ruptura” marca a volta Dante, irmão mais velho de Cisco que tem um doppelganger vilão na Terra-2 com o mesmo nome do episódio. Além desse personagem, o pai de Barry volta a aparecer e faz uma revelação interessante aos 05:55 minutos do episódio: “Garrick é o nome de solteira da minha mãe”. Será que o pai de Barry tem algum parentesco com o verdadeiro Jay? Será que explorarão essa relação? Meu palpite é que em algum momento nessa ou até mesmo na próxima temporada, Henry se tornará um velocista e assumirá o legado Garrick como o Flash da Era de Ouro dos quadrinhos. Vejam a similaridade dos personagens, o que vocês acham?

Não satisfeito em causar o terror na Terra-2, chegou a hora de Zoom vir para a nossa terra mostrar quem é o homem mais rápido do mundo e quem manda nessa cidade. Para a agonia do nosso herói, o vilão chega com tudo demonstrando todo o seu poder e causando medo em todos. Barry fica entre a cruz e a espada e a grande decisão do episódio é: correr o risco de se sujeitar a uma nova explosão do acelerador de particular ou seguir a vida como humano e tentar arrumar um outro meio de parar o Zoom. O que vocês fariam?

Considero esse um dos melhores episódios, senão o melhor da temporada. É emocionante quando vemos algumas que se arrastam ao longo da temporada se resolverem ou pelo menos dar indícios que estão se desenrolando. Depois de tanto titubear, chegou a hora de Íris enxergar Barry com outros olhos e aceitar que o destino dos dois é ficarem juntos, confesso que essa parte me emocionou e eu fiquei torcendo pelo beijo, mas, nem em todas as áreas o nosso herói é rápido o suficiente.

Outro ponto positivo foi o desenrolar da história de Jesse Quick e Wally West, que ao final do episódio de The Flash 2×20 são atingidos pela explosão do acelerador de partículas e agora finalmente vão se tornar os velocistas que tanto esperávamos. Fechando a nossa discussão, confesso que me emocionou quando Cisco falou “Expecto Patronum” ao invocar o raio que logo na sequência “matou” Barry diante de seus amigos. Pelas imagens que saíram do próximo episódio, já sabemos que ele não morreu, ele na verdade foi parar numa outra realidade por conta da força da aceleração.

Agora eu pergunto a vocês, como ele vai voltar? Jesse e Wally vão conseguir dar conta do Zoom na ausência do Flash? Deixe a sua opinião nos comentários!

Até a próxima e Run Barry Run!