Invasão a Londres

Semana passada chegou aos cinemas, Invasão a Londres, a continuação de Invasão a Casa Branca, estrelado por Gerard Butler no papel do segurança Mike Banning, Aaron Eckhart como presidente dos Estados Unidos e Morgan Freeman como vice-presidente.

Londres

Siga nossas redes sociais:

Mas afinal, o filme é bom?

É difícil avaliar de forma séria esse tipo de blockbustter que segue uma linha Duro de Matar, Missão Impossível e outros filmes desse gênero. Invasão a Londres traz de volta a relação de amizade, respeito, confiança e fidelidade entre os personagens de Butler e Eckhart. Ali não vemos o presidente e seu segurança pessoal, vemos dois amigos sendo o primeiro, um dos maiores lideres mundiais e o outro, o homem preparado para fazer o que for necessário, mesmo que isso custe a sua vida.

Partindo da premissa descrita acima, podemos esperar dentro de sua mais de uma hora e meia, muitos, mas muitos tiros meus amigos. Bala é o que não falta nesse filme e o mais impressionante, é como Mike Manning consegue escapar de quase todas elas sem nem sequer estragar seu belo terno não é mesmo? Isso me lembrou último 007 onde ele explode e destrói tudo e ainda continua impecável.

As atuações, relações, dinâmicas e premissas são todas repetidas do primeiro filme, mudando mesmo só a locação do ataque terrorista. E que ataque! Conseguiram destruir a capital inglesa de tal maneira, que fazem o estrago causado pelo Godzilla e o Monstro de Cloverfield, por exemplo, parecerem fichinha perto dos terroristas do longa.

Dizer que é ruim, é mentira. Invasão a Londres entrega aquilo que se propõem, um filme de ação do começo ao fim, com roteiro raso e muitos tiros, bombas, explosões e cenas impossíveis de se levar a sério. Dessa forma, o longa agrada os fãs desse gênero e com certeza fará os pais enlouquecerem, mas vale ressaltar que não vale a pipoca. Espere sair na Netflix para assistir.

O que você achou do filme? Conta pra gente nos comentários!