Já está em cartaz Os Oito Odiados, o novo filme de Quentin Tarantino. Fique tranquilo, essa crítica NÃO CONTÉM SPOILERS!

Mas afinal, o filme é bom?

Começamos o nosso ano com o oitavo filme do diretor Quentin Tarantino, que chegou aos cinemas nessa quinta-feira e já divide a opinião daqueles que assistiram. Gênio, polêmico, teatral e chocante, esses são alguns dos vários adjetivos que caracterizam o estilo do diretor americano.

Os Oito Odiados é segundo filme do estilo Western ou popularmente conhecido como faroeste, dirigido por Quentin. O ambiente e contexto estão frescos na memória do público, por conta do antecessor Django – Livre. Mas afinal, o novo longa é bom?

Como já citei em alguns adjetivos acima, para gostar de algum filme de Tarantino você precisa gostar da forma como ele conta a história e transmite suas mensagens. O estilo do diretor não é popular e gera opiniões distintas entre o público.

A primeira uma hora do filme introduz cada personagem, desenvolve um pouco de suas histórias e estabelece as tensões que estão por vir. A metade do filme cansa um pouco o espectador, por conta dos longos diálogos e da falta de ação. A sensação é de que a violência pode começar a qualquer minuto, mas, isso não acontece. A terceira parte fecha o filme com a marca de Tarantino, com baldes de sangue e mortes exageradas.

A violência não é tudo no filme. O longa é muito engraçado e a comédia é bem colocada principalmente nos momentos mais tensos, dando destaque para Jennifer Leigh. As criticas ao racismo, violência contra a mulher e Guerra da Secessão, são marcantes e bem colocadas no roteiro. Não podemos esquecer o grande elenco que entrega uma excelente atuação, como a do Major Marquis Warren, o “criolo” vivido por Samuel L. Jackson.

Os Oito Odiados não é o melhor filme de Tarantino, mas, com sua marca registrada, ele entrega uma história de qualidade, bem contadas e que com certeza os fãs de seu trabalho vão gostar.

Pontos positivos: comédia, a atuação dos atores, cenário e fotografia.

Você é fã de Tarantino? Já assistiu Os Oito Odiados? Deixe nos comentários qual o seu filme favorito do diretor.